A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

30/11/2013 10:42

Tensão na aldeia Buriti motivou novo pedido de efetivo da Força Nacional

Aliny Mary Dias e Aline dos Santos
Governo do Estado apoiou pedido da Polícia Federal (Foto: João Garrigó)Governo do Estado apoiou pedido da Polícia Federal (Foto: João Garrigó)

A portaria do Ministério da Justiça publicada ontem (29) no DOU (Diário Oficial da União), que determina que a Força Nacional fique por mais 90 dias em Mato Grosso do Sul, foi necessária em razão da possibilidade de confrontos na Reserva Buriti, em Sidrolândia.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Estado, Wantuir Jacini, o pedido partiu da Polícia Federal e teve o apoio do Governo do Estado em razão dos conflitos entre ruralistas e indígenas

“Havia indícios que poderia haver confrontos de parte a parte na terra Buriti e nós apoiamos esse pedido da Polícia Federal”, explica Jacini.

O efetivo de policiais da Força Nacional é confidencial, mas o pedido de mais 90 dias no Estado é normal quando há confrontos. “Quando a situação está calma e pacificada, parte da tropa é transferida para outros pontos do país e com essa nova portaria parte retorna para o Estado”, explica o secretário.

Portaria - Os policiais da Força vão atuar por 90 dias em Mato Grosso do Sul para prevenção e repressão a conflitos agrários, prevenção aos crimes contra as comunidades indígenas e contra lei de segurança nacional.

Segundo o documento assinado pelo ministro José Eduardo Cardozo, o número de policiais e as ações a serem desenvolvidas obedecerão ao planejamento definido pelos envolvidos na operação.




Infelizmente enquanto não houver muitas vitímas de ambos os lados, nossos governantes continuarão atuando com o mesmo sinismo de sempre.
 
Marcus Ferraz em 30/11/2013 16:00:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions