A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

20/06/2017 14:30

Mato Grosso do Sul registra quatro mortes por gripe em apenas 2 meses

Todos os óbitos foram causados pelo vírus H3N2, notificados entre 31 de março e 20 de maio.

Anahi Gurgel
Fachada da Santa Casa de Campo Grande. Mulher de 87 anos morreu no hospital em maio, vítima de gripe. (Foto: Yarima Mecchi)Fachada da Santa Casa de Campo Grande. Mulher de 87 anos morreu no hospital em maio, vítima de gripe. (Foto: Yarima Mecchi)

Entre os meses de março e maio deste ano, quatro mortes causadas por gripe já foram confirmadas em Mato Grosso do Sul. Em todos os casos, os óbitos ocorreram em decorrência do vírus H3N2.

De acordo com a SES (Secretaria Estadual de Saúde), além de outras duas mortes divulgadas anteriormente pelo Boletim Epidemiológico, um homem de 36 anos veio a óbito no dia 07 de abril, em Campo Grande. Ele sofria de doença crônica e faleceu no HU (Hospital Universitário).

O caso foi divulgado somente neste mês, porque houve demora na confirmação da causa da morte, e também porque a unidade hospitalar não comunicou oficialmente o município sobre o óbito. "Houve somente notificação da suspeita da doença, mas não sobre a morte, que é a orientação a todas as unidades de saúde", informou a assessoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Uma quarta morte mais recente, ainda de acordo com a Sesau, aconteceu no dia 20 de maio, na Santa Casa de Campo Grande. A vítima foi uma mulher de 87 anos, e o tipo do vírus também foi o H3N2. 

Outros casos - A primeira morte por gripe no estado foi a de uma detenta de 40 anos, no dia 31 de março. Apesar do caso ter sido notificado no município de Rio Verde, onde a pena era cumprida, a paciente faleceu no Hospital Universitário. A vítima sofria de doença hepática crônica e também era tabagista. Exames confirmaram morte por H3N2.

Mesmo tipo da segunda morte registrada no estado. Dessa vez, a gripe tirou a vida de uma menina de 1 ano, no dia 30 de abril, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Leblon, em Campo Grande. 

Boletim divulgado pela SES, indica que foram notificados 391 casos de influenza neste ano em todo estado. Com 197 registros, Campo Grande é a cidade com maior número, seguida por Corumbá, com 52.

Apenas 76% do público alvo foi vacinado durante a 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que terminou em 9 de junho. Ao todo, 635,7 mil pessoas deveriam ter sido protegidas contra o vírus.

Segundo o boletim, 51 casos são de influenza H3N2, 02 de influenza A e 03 de influenza B. Foram 115 casos confirmados de influenza H3N2 e 03 de B.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions