A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Junho de 2018

03/11/2008 14:51

Ministério quer acabar com zigue-zague de motos nas ruas

Redação

Depois da lei seca, proposta que visa alterar o Código de Trânsito Brasileiro vai impor rigidez aos condutores de moto em todo o país. No final do mês de setembro proposta de revisão do Código foi encaminhada à Casa Civil, com a intenção de ser analisada e depois enviada para o Congresso Nacional como projeto de lei.

De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a proposta inicial é do Ministério da Justiça, que criou o Comitê Nacional de Mobilização para Saúde, Segurança e Paz no Trânsito. O comitê fez uma série de propostas que tornam as leis mais rígidas. As alterações foram disponibilizadas em consulta pública e encaminhadas aos ministérios da Justiça, das Cidades e à Casa Civil, antes de chegar à Câmara dos Deputados como projeto de lei.

Entre as principais mudanças estão o aumento dos valores das multas, que podem sofrer um aumento de até 88%; o fim do parcelamento das multas; o acréscimo de mais um ano na validade da permissão da Carteira Nacional de Habilitação do candidato recém-aprovado e a proibição, aos condutores de motocicletas, motonetas e ciclomotores, de transitar entre filas de carros.

Caso a proposta seja aprovada, o motorista que dirigir acima de 50 km/h da velocidade máxima permitida em ruas e estradas terá o valor da multa multiplicado em cinco vezes. O Código atual afere o custo de R$ 574, 62. Com o anteprojeto de lei, o motorista terá que desembolsar R$1.625,00, além de perder a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O Denatran informou que para realizar a avaliação do reajuste foi utilizado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) com o qual definiram a estima das advertências.

Passados mais de dez anos do CTB, criado em 1997, muitas normas foram respeitadas e entre elas está o uso de cinto de segurança. Contudo, outras em vigência não foram aderidas pela população e ignoradas pelos órgãos responsáveis. Por isso, coloca-se em questão se as leis atuais exercem as funções adequadas para os motoristas imprudentes ou fiscalizadores condescendentes.

\"A intenção clara é reduzir cada vez mais os números de acidentes e mortes, oferecendo mais segurança tanto ao motorista quanto ao pedestre. Não é mais possível permitir o número elevado de mortes, cerca de 40 mil por ano, sem que nada fosse feito. O objetivo é tornar o tráfego mais seguro nas cidades e nas estradas, reduzindo os índices de acidentes para números mais aceitáveis\", ressalta o deputado federal Hugo Leal (PCS-RJ), relator da Lei Seca e vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito.

Confira as principais propostas.

- Aumento de 70% a 88% no valor das multas: infrações gravíssimas passam de R$191,54 a R$315,00.

- Dirigir acima de 30km/h da velocidade máxima permitida será considerado gravíssima e o valor da multa será multiplicado por três. Dirigir acima de 50 km/h o valor será multiplicado por cinco, chegando ao valor de R$1,625,00.

- Fim do parcelamento de multas

- Ao candidato aprovado será conferida a permissão para dirigir com validade de 2 anos. Com o término do prazo ele receberá o CNH desde que não tenha cometido nenhuma infração grave ou gravíssima.

- Disputar corrida passaria a infração gravíssima. As penalidades e medidas administrativas são de cinco vezes o valor da multa, suspensão do direito de dirigir, recolhimento da CNH e apreensão e remoção do veículo. No atual código é necessário provar que há dano potencial à incolumidade pública e o valor da multa é multiplicada por três.

- Os condutores de motocicletas, motonetas e ciclomotores serão proibidos de dirigir entre os carros (costurar), a menos que o fluxo esteja totalmente parado e o veículo tenha velocidade máxima de 30 km/h

 

Apostadores de quatro estados são os mais novos milionários do país
Apostadores de quatro estados acertaram os seis números da sorte da Mega-Sena e são os mais novos milionários do Brasil. Os sortudos são de Salvador ...
MPE realiza processo seletivo para estagiários em 37 cidades neste domingo
O MPE (Ministério Público Estadual) aplica neste domingo (24) as provas do processo seletivo para estagiário em 37 cidades do Estado. As avaliações c...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions