A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

04/03/2008 19:16

MPF quer suspensão de empréstimo suspeito em 48 horas

Redação

O MPF (Ministério Público Federal) do Espírito Santo entrou nesta terça-feira com pedido de liminar na Justiça Federal para que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) seja obrigado a suspender no prazo de 48 horas os descontos em folha de pagamento dos aposentados e pensionistas quando houver suspeita de fraude.

Hoje, o INSS demora até dez dias para suspender o desconto quando o beneficiário questiona a veracidade do contrato de empréstimo. O MPF quer que o instituto seja  multado em R$ 10 mil por dia de atraso na suspensão do desconto.

O Ministério da Previdência Social informa que o empréstimo consignado é um contrato assinado entre o aposentado e o banco e que é a instituição financeira que efetua o desconto.

Ainda segundo o Ministério, hoje quando o aposentado se diz vítima de fraude, o INSS entra em contato com o banco e este tem até 48 horas para comprovar a contratação do empréstimo. Porém, o trâmite pode levar de cinco a dez dias.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions