A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

08/06/2009 16:42

OAB sai em campanha pelas prerrogativas da advocacia

Redação

Em uma campanha para que as prerrogativas dos advogados sejam respeitas, uma comissão da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) visitou hoje o presidente do TJ (Tribunal de Justiça), Elpídio Helvécio Chaves Martins.

Na ocasião, os representantes da Ordem, Juarez Marques Batista, Albino Romero e José Henrique Vigo pediram ao presidente do Judiciário estadual que determine aos demais magistrados e servidores da Justiça que conheçam e respeitem a prerrogativas da advocacia.

"O desembargador Elpídio Martins nos solicitou que visitássemos também o corregedor-geral de Justiça, o que fizemos logo em seguida. Fomos também muito bem recebidos pelo corregedor-geral, o desembargador Josué de Oliveira, que se colocou à disposição para que as prerrogativas sejam respeitadas pelo Judiciário estadual", comentou Vigo, ao sair do TJ.

Esta foi a primeira de uma série de visitas que a OAB pretende realizar ao Judiciário, ao Ministério Público e às forças policiais estaduais e federais em Mato Grosso do Sul para conhecerem e respeitarem a legislação que garante certas prerrogativas ao advogado quando no exercício da profissão.

"Agora, a OAB não mais atuará reativamente, porém de forma preventiva, garantindo os direitos do advogado e evitando o espezinhamento das prerrogativas por parte de autoridades arbitrárias. Levaremos esta iniciativa ao Conselho Federal para que todas as seccionais possam implementar para a proteção dos direitos do advogado", disse secretário-geral adjunto da OAB nacional, Alberto Zacharias Toron, ao tomar conhecimento da iniciativa sul-mato-grossense.

Na seqüência

Ouvidor da Funai faz pedido para PF investigar ONGs e índios em MS
Investigar indígenas e ONGs (Organizações não governamentais) que estariam cooptando para conflitos mulheres, crianças e idosos em Mato Grosso do Sul...
Justiça estadual determina que Vivo pague indenização de R$ 5 milhões
A empresa telefônica Vivo foi condenada pela Justiça estadual a pagar R$ 5 milhões em indenização por falha na prestação de serviço de telefonia móve...
Plano de contingência e programa de combate ao Aedes aegypti são lançados
A SES (Secretaria de Estado de Saúde) lançou nesta quinta-feira (23) o Plano Estadual de Contingência ao Aedes aegypti, mosquito causador de doenças ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions