A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/01/2013 12:23

Operação pede condenação de secretário da Capital e mais 3

Investigações apontam que acusados recebiam propina para liberar cargas em Corumbá

Fabiano Arruda
Gustavo Freire foi nomeado para chefiar duas secretarias de Bernal e é um dos quatro acusados no esquema. (Foto: Gerson Walber/ Correio do Estado)Gustavo Freire foi nomeado para chefiar duas secretarias de Bernal e é um dos quatro acusados no esquema. (Foto: Gerson Walber/ Correio do Estado)

O secretário de Receita e de Governo de Campo Grande, Gustavo Freire, é um dos quatro alvos de ação de improbidade administrativa ajuizada pelo MPF/MS (Ministério Público Federal) sob acusação de participar de um esquema para receber dinheiro e liberar cargas em Corumbá.

Liminarmente, o MPF pediu à Justiça bloqueio de bens dos acusados e ressarcimento dos valores recebidos de forma ilegal; R$ 100 mil em danos morais coletivos e condenação dos servidores com pena de perda da função pública, além do pagamento de multa individualizada, suspensão de direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público, bem como receber benefícios ou incentivos fiscais.

Freire é um dos três auditores da Receita Federal envolvidos, além de um empresário, segundo apontou a investigação. O esquema foi desvendado pela Operação Vulcano, desencadeada pela Polícia Federal em 2008, e examinada pela Corregedoria da Receita Federal.

Segundo informações do MPF, com as irregularidades, praticadas entre 2005 e 2006, as empresas investigadas ultrapassavam seus limites de importação em milhões de dólares sem pagar imposto. Uma das mais beneficiadas tinha volume de US$ 10 mil autorizados e ultrapassou em US$ 2,4 milhões.

Ainda conforme o órgão, um dos auditores-fiscais não participou ativamente do esquema, mas é acusado de omissão porque seu papel era apurar as irregularidades.

No caso, a Corregedoria da Receita Federal de Corumbá identificou fraudes na liberação de mercadorias e omissão nas providências fiscalizatórias necessárias, mediante pagamento de propina.

O esquema – Como procedimento comum na fronteira Brasil/Bolívia, em Corumbá, os veículos que entram no território brasileiro são encaminhados ao Porto Seco/Agesa, distante 1,5 km da linha de fronteira, para pesagem e registro de dados no sistema de controle interno da permissionária.

Neste momento, os motoristas recebem autorização (Controle de Entrada e Saída de Veículos) e, após o desembaraço e confirmação da autorização da Receita para a entrega da mercadoria, os veículos são liberados. Em seguida, a autorização é carimbada e assinada, o que não ocorria no esquema: as autorizações eram assinadas sem o desembaraço, o que ocorria apenas meses depois, segundo informações do MPF para descrever todo o rito ilegal investigado pela operação.

Dessa forma, a investigação constatou irregularidades apenas na análise dos registros nos bandos de dados da Receita. Ainda conforme o MPF, todo o procedimento no posto, que envolvia pesagem, registro da carga, vistoria de documentos e da carga, registro do desembaraço, liberação do servidor da Receita e liberação do fiel depositário, levavam somente 2 minutos e 24 segundos.

Defesa - O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), defendeu o secretário em entrevistas, garantindo que vai mantê-lo no primeiro escalão da Prefeitura.



Voces sabem o salario de um Auditor da Receita Federal, o valor é tão alto que só em nossos mais desvairados sonhos conseguiriamos alcançar. para a maioria dos comuns seria uma quantia para viver muito bem pelo resto da vida para outros é irrisoria e precisam meter a mão no cofre para suprir sua ganancia e assenhorear-se do dinheiro publico.
 
Horlando P. de Mattos em 29/01/2013 09:50:57
São as mudanças que o povo queria já acontecendo!!! Não quero nem ouvir reclamaçõezinhas idiotas agora!!! quem planta colhe!!
 
adriana farias em 29/01/2013 09:42:48
Que tristeza!
A mudança veio através da falta de opção.
E a realidade é pura incompetência!
Lamentável CAMPO GRANDE.
 
Hilda Oliveira em 29/01/2013 09:18:45
Olha só o que os menos desavisados fizeram... elegeram o Bernal rsrsrsrs.... E agora Bernal o que vc vai fazer??? Por favor não feche seus olhos para um problema tão grave qto esse. Deixe a justiça trazer a tona toda a verdade. Afaste esse corrupto da sua administração, os campograndenses não merecem esse tipo de gente na administração, seja ela Federal, Estadual ou Municipal, afinal somos nós que os pagamos.
 
José Luiz Borges em 29/01/2013 08:21:10
Os candidatos uma vez eleitos se esquecem das pessoas, se esquecem de que na verdade só estão nos representando, que o dinheiro e o poder pertence ao POVO BRASILEIRO, que nos devem explicação, que acima de tudo devem prezar pela probidade.
Está na hora de todos nós nos movimentarmos e mostrar para esses CRETINOS que do mesmo modo que foram eleitos pelo povo podem ser também retirados.
 
Heliton Barão Silva em 29/01/2013 08:11:46
Denúncia do MPF é uma coisa, condenação e outro! O mesmo foi condenado????? E se no final do processo o juiz interpretar que o mesmo é inocente? Quem vai pagar é o cofre público (povo), então vamos aguardar gente, pois acredito que todo mundo..Bom, está na Bílbia: "Atire a primeira pedra........................."
 
ruy mário santos em 29/01/2013 08:03:59
todos são corrupetos se o Bernal abrir a caixa preta das administraçoes anteriores o bixo vai pegar
 
Walmir Rogerio de Araujo em 29/01/2013 00:31:17
GENTE VAMO PARA.
O BERNAL NÃO VIU NADA,
O BERNAL NÃO SABE DE NADA,
O BERNAL NÃO FEZ NADA,
O POVO TEM AQUILO QUE MERECE. O BERNAL NÃO FOI PARA LÁ SOZINHO
VOTARAM NELE.
TEM UM DITADO QUE DIZ ASSIM.
SE VC ACHA QUE TAVA RUIM, VAI PIORA DESSE GORVERNO
VAMOS RETROCEDER. CONSEGUIRAM JUNTAR O QUE TINHA DE PIOR.
ECA QUE NOJO
 
JULIO JUNIOR em 28/01/2013 23:02:19
JA DEVIA TA PRESO, LUGAR DE BANDIDO É ,NA CADEIA.
SE FOSSE POBRE A POLICIA JA TINHA PRENDIDO E JA TAVA COM A CARA ESTAMPADA. VC HEIM BERNAL
VC É UMA VERGONHA
 
JULIO JUNIOR em 28/01/2013 22:56:37
E então povo o que fararão agora? Ou vão fechar os olhos também........,e vai vir muito mais coisa por ai;Aguardem.................................................................
 
Olga Sulman Rivas em 28/01/2013 22:53:09
Campo Grande, cidade morena, estah acabando, esse sujeito nao enxerga nada? ou faz de conta q nao enxerga, quem votou nele ainda acha q ele eh o bom? pois vai sofrer e mto nesta administracao porcaria.
 
saeko suzuki em 28/01/2013 22:47:41
lamentável, mas bom, ta no inicio né? rever nomes, funções, cargos, indicações... ... e o próprio chão onde pisa, contestar as maiores autoridades que investigaram é besteira, e agora B....?
 
Robeson Oliveira em 28/01/2013 22:33:31
Tem que afastar esse senhor da Secretaria em respeito ao povo, senhor Bernal. Outra questão que esta bastante feia para o senhor, é defender uma pessoa que cometeu um erro gravíssimo. O senhor apoia este tipo de atitude? Não estamos entendendo, lembre-se: o povo coloca e o povo tira, tá.
 
Kassia martins em 28/01/2013 22:20:34
Não tem como defender esse senhor, prefeito. É MINISTERIO PUBLICO FEDERAL,o senhor não está entendendo? Quem omite algo errado, é aliado e tão culpado quanto. Cada vez mais eu me convenço que existe mais Collor de Melo e Lula que eu imaginava existir. Não pense que o povo vai esquecer, tá? Duas secretarias? Tenha dó.
 
ANTONIO SILVA em 28/01/2013 22:08:35
O Bernal não trocará o secretario ,pois este foi o melhorzinho que ele arrumou.
 
erci gomes nichol em 28/01/2013 20:51:21
Não Vou Cansar Nunca De Dizer O Que Meu Pai Dizia.
O POVO MERECE O GOVERNO QUE TEM.......
 
Rinaldo Ferreira em 28/01/2013 20:29:32
Note bem. Um processo iniciado em 2005 e 2006 e ainda esta no Ministério Público. O seu julgamento pelo jeito em todas as instâncias deverá demorar mais dez anos. Onde temos que corrigir ? Impedir um cidadão de trabalhar nestas circunstâncias ?. E se ocara for inocente ? O Bernal esta certo tem que manter o cara. Como pode proibir alguém de trabalhar por ter processo, é uma insensatez sem precedentes. Que se deve fazer é pressionar o Judiciário que esta desmoralizado, pois ao invés de tratar de suas prerrogativas, virou um feirão de negócios desvirtuando sua função de julgador, hoje esta vendendo até bananas. O que me incomoda é que os jornalista sabem disto e não vejo nenhuma campanha neste sentido.
 
antonio pereira em 28/01/2013 20:16:12
nossa. que surpresa. coisa que ninguem imaginaria. to desolado.
 
francisco guimaraes em 28/01/2013 18:21:24
Não sou eleitor da capital, mas minha esposa e minha filha são. Vibrei quando as mesmas votaram no Bernal, no 1º e 2º turnos, pois achei que para a nossa cidade era o melhor. Com a defesa de seu secretário, percebo que é igual ou pior ao que tinhamos. E o Bernal em!
 
paulo neres carvalho em 28/01/2013 18:14:40
Meu Deus o que é isto? Como o prefeito defender algo tão grave? Segundo Lula? O povo de Campo Grande está de olho nas atitudes do chefe do executivo, penso que este secretario deveria ser afastado até que ele resolva a situação e esclareça ao povo.
 
Carla silva em 28/01/2013 17:56:36
É só começo do fim do radialista, tenho dó da CAPITAL MORENA.
 
lúcia silva em 28/01/2013 17:23:06
Gostaria de saber??? Como fica a cobrança de imposto se o sec. da Receita e acusado pelo Ministério Pulblico Federal de receber PROPRINA"!!!!!!! Agora Bernal como fechar os olhos !!!! Nao me diga que vc vai ser o lula de cgr. nao vi nao sei nao li !!!
 
marcelo pereira em 28/01/2013 17:23:01
E o Bernal? Escolheu bem seu secretariado???
 
Paulo Jr em 28/01/2013 16:48:20
E agora Bernal? Como explica contratação de corruptos?
 
Sergio Padilha Ohland em 28/01/2013 16:29:11
toma povão!!
 
Jéssica Santos em 28/01/2013 15:58:50
Isso é o que o povão queria...toma..
 
Paulo Bonsini em 28/01/2013 13:24:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions