A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/06/2009 18:13

Policial que matou colega de trabalho ganha liberdade

Redação

O policial civil Cleideval Antônio Vasques Bueno conseguiu ontem um habeas corpus e já está em liberdade. Réu confesso do assassinato da policial civil Elaine Yamazaki, 35 anos, ele estava preso desde 13 de março. Os dois trabalhavam na Deam (Delegacia Especializada de Atendimeto à Mulher).

De acordo com o advogado do policial, René Siufi, os desembargadores do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) entenderam que o policial solto não atrapalha o processo. Siufi ressalta ainda que foi o próprio policial quem se apresentou como autor do crime.

O policial Vasques, como é conhecido, estava preso no 3º DP (Distrito Policial). Siufi explica que hoje o policial iria à Deam para saber se continua ou não atuar na unidade.

As investigações feitas pela Polícia Civil indicavam que os dois mantinham um relacionamento amoroso. O próprio policial confirmou a versão.

Vasques frequentava a casa da família de Elaine há cerca de um ano.

Cleidival Vasques confessou que matou Elaine, mas disse que o tiro foi acidental e que fugiu porque ficou desesperado. A vítima foi encontrada morta dentro do carro dela pela manhã de 13 de março.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions