A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/04/2008 07:47

Portaria atribui às financeiras custo de registro

Redação

Assim como anunciado pelo presidente da Assembléia, Jerson Domingos e pelo governador, André Puccinelli, saiu hoje no Diário Oficial do Estado portaria que atribui às financeiras a responsabilidade de arcar com o custo de registro de contratos, determinado por outra portaria do Detran (Departamento Estadual de Trânsito). 

A medida observa que o ônus do registro estava sendo imputado indevidamente aos consumidores e que decisões anteriores não vinham sendo respeitadas pelos agentes financeiros. Deixa claro que as financeiras não podem repassar o custo aos consumidores.

A questão gerou polêmica. O deputado estadual Paulo Duarte (PT) chegou a propor um requerimento para votar em regime de urgência um decreto que derrubasse a portaria que estabelece o registro dos contratos em cartório.  O principal argumento do deputado é de os consumidores estavam sendo penalizados com o custo extra.

Ele argumentou ontem que a portaria que determina que o ônus seja da financeira é inócua porque as financeiras seguem somente determinações do Banco Central.Na terça-feira o requerimento do deputado seria votado, mas sumiu, gerando mal estar na Assembléia. Ontem Duarte tentou um acordo de lideranças para votar o requerimento, mas como não conseguiu disse que tentará derrubar a exigência de registro na Justiça.

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions