A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

15/06/2009 15:45

TJ mantém em liberdade gerente de organização criminosa

Redação

A 2ª Turma Criminal do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) confirmou, em julgamento hoje à tarde, a concessão de habeas corpus a Samuel Ozório Júnior, acusado de ser o gerente geral da quadrilha da jogatina.

Os desembargadores confirmaram o habeas corpus concedido por Romero Osme Dias Lopes na semana passada. Ozório Júnior conseguiu a liberdade junto com outros envolvidos na organização criminosa denunciados pelo Gaeco: o contador Marcelo Pereira de Souza, o responsável pela montagem das máquinas, Marcel Rodrigo de Carvalho, e seu auxiliar, Maicon dos Anjos Mussi.

O Gaeco denunciou 20 pessoas envolvidas na organização criminosa integrada pelos policiais militares, o capitão Paulo Roberto Xavier e o cabo Marcos Massaranduba.

Ministério da Saúde faz alerta para vacinação em período de férias
Ministério da Saúde faz um alerta aos viajantes neste fim de ano: manter a caderneta de vacinação atualizada é fundamental para ter uma viagem saudáv...
Ninguém acerta e Mega-Sena pode pagar R$ 48 milhões na terça-feira
A Mega-Sena acumulou mais uma vez e agora pode pagar R$ 48 milhões caso alguém acerte as seis dezenas que serão sorteadas na próxima terça-feira (18)...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions