A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/05/2009 08:07

TJ mantém julgamento de Beira-Mar por execução de Morel

Redação

Em decisão na tarde de ontem, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou recurso impetrado pela defesa do traficante Fernandinho Beira-Mar e assim mantém júri popular no processo em que é acusado de ser o mandante do assassinato do também traficante João Morel.

O crime ocorreu há oito anos, dentro do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande.

No início deste ano, a quinta testemunha do Caso Morel foi assassinada e fez a Justiça adiar o julgamento de dois envolvidos no caso, que estava marcado para ser realizado dia 19 de março deste ano.

Marcelo de Souza Diniz, 33 anos, era interno do regime semi-aberto, em Três Lagoas, foi executado em janeiro, logo após ter saído da unidade penal.

Ele era uma das testemunhas que apontam como autores do assassinato de Morel: Odair Moreira da Silva

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions