A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Maio de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


16/02/2015 09:58

Nota de esclarecimento

Reinaldo Rosa

RETRATAÇÃO – Com relação à nota ‘À Moda da Casa’, publicada na edição de 13 de fevereiro, nesta Coluna, informo que a mesma NÃO EXPRESSA A REALIDADE DOS FATOS. São inéditas as imagens referentes à produção de matéria que enfoca o comércio de armas de brinquedo, levadas ao ar pela TV Morena e, também, no ‘Bom Dia Brasil’, da Rede Globo.

INDEPENDÊNCIA – Esta Coluna, criada há 34 anos, é de inteira responsabilidade de seu autor e editada neste espaço sem qualquer vínculo empregatício entre as partes. Afirmo que o conteúdo aqui contido não expressa, necessariamente, a opinião do Campo Grande News. Este apenas proporciona a oportunidade da democrática abertura para que diferentes setores da sociedade se manifestem.

DITO E FEITO – Esta coluna promove o contraponto entre o que imagens de TV e programas de rádio são produzidos. Sem pretensa intenção de pseudos paladinos, de forma inteiramente pessoal, o autor manifesta-se sobre o que é levado ao ar por veículos de comunicação do Estado. Seu tempo de existência resulta em que há leitores que concordam com o a validade do debate aqui inserido.

FORMA DE DIZER – O estilo redacional nem sempre agrada a profissionais e entidades envolvidas. Desde o início a opção foi –e é- pelo leitor que é ouvinte/telespectador. Leitores da coluna sabem da ausência de intenções do autor em prejudicar, deliberadamente, funcionários de emissoras de rádio e de repetidoras de redes de TV -e nem estas próprias-.

SENSO COMUM - Com o pedido de reparação das informações contidas na aludida nota, os autores da ação procuram preservar as atividades da TV Morena bem como ‘a honra de funcionários envolvidos na nota’. Ao alcançar cinquenta anos de atividades ininterruptas, uma nota equivocada não seria capaz de atingir o respeito conquistado ao longo do período pela repetidora da rede Globo.

AO FINAL – Autor da coluna opina que a presente nota seja capaz de satisfazer aos anseios de ratificação para evitar possíveis sanções entre a rede Globo e sua representante no Centro-Oeste. Consoante outras medidas que se façam necessárias, o autor está à disposição das partes envolvidas.

Rádio esbanja potência, mas com público restrito
O ELO – No Brasil todo está disseminada a prática de terceirização de espaços na comunicação falada. Cronistas do rádio esportivo ficam à mercê do bo...
O bagunçado e voraz mercado local das rádios
SENHORES PASSAGEIROS – Nivaldo Mota, João Flores, Miltinho Viana e Marcelo Nunes têm algo em comum. Foram revelados para o rádio de MS originários do...
Sem novas ideias, rádio de MS definha
SINTONIA GROSSA – Tratado como penduricalho de informações oficiais, o rádio de Mato Grosso do Sul definha por não renovar estratégias comerciais de ...
Futebol fraco restringe cobertura à Série D via rádio
O QUE FAZER – Domingo de abertura do Campeonato Brasileiro de futebol e os cronistas esportivos de Mato Grosso do Sul sem a parte que lhes cabe na co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions