A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


18/09/2017 08:36

Ideias empreendedoras para juntar fundos para a formatura

Emanuel Steffen

Uma das maiores preocupações das comissões de formatura costuma ser a meta de arrecadação para realizar a festa planejada. De fato, existem motivos para isso: como tradicionalmente as adesões envolvem 10 convites com direito a open bar e open food em uma festa cheia de atrações e de qualidade altíssima, os custos tendem a ser elevados.

Todavia, a maior parte da arrecadação da formatura vem das duas primeiras opções. Segundo levantamento do Banco de Formaturas, no Estado de São Paulo, em média, cerca de 60% da arrecadação vem das adesões (venda de pacotes e mesas da formatura) e grande parte dos 40% restantes vêm da venda dos extras. Ou seja, as outras alternativas acabam tendo um impacto limitado.

Além disso, o maior problema ocorre quando a comissão planeja a adesão dos formandos sem considerar o quanto eles estão dispostos a pagar e inicia a venda dos pacotes pouco tempo antes da festa – impossibilitando a divisão do valor em mais parcelas.

Nesse caso, muito provavelmente o valor da adesão será impeditivo para muitos alunos que sonhariam em comemorar a grande conquista do diploma com a família e os amigos. Felizmente, há uma forma de fugir desse buraco. "

Por isso, o ponto essencial é a comissão de formatura realizar pesquisas com os formandos para entender as suas expectativas para o baile e o quanto eles estão dispostos a pagar, fazer um excelente planejamento financeiro e começar a vender os pacotes da formatura antecipadamente com um serviço externo de arrecadação, como o Banco de Formaturas, possibilitando que os formandos dividam o valor diversas parcelas – muitas vezes em mais de 30.

Mas isso não significa que outras fontes de receita podem ser desprezadas, principalmente quando se trata de um evento de custo tão alto e em que o valor para cada aluno pode ultrapassar aquilo que muitos poderiam arcar. Tudo o que puder diminuir o valor pago pelos formandos é muito bem-vindo!

Para completar o valor da festa, aparecem outras alternativas que as comissões podem utilizar para que o valor que os estudantes tirem do bolso diminua. Alguns exemplos são as rifas, a venda de brindes e a realização de festas.

Este texto é voltado para as maneiras que as comissões de formatura têm para diminuir o valor cobrado individualmente. Ou seja, serão tratadas apenas iniciativas coletivas.
Então, quais as principais formas de se juntar dinheiro para a formatura?
Festas e eventos
Muitas turmas optaram por realizar festas ao longo dos semestres e utilizar todo o lucro para financiar a formatura.
Basicamente, a ideia é realizar um evento superavitário e destinar o lucro para o financiamento do baile de formaturas em si. A ideia é boa, mas é importante checar se a festa planejada tem, de fato, bom potencial de lucro.
Brindes
Já ouviu falar das “barraquinhas” das comissões de formatura? Em alguns dias – como por exemplo em dia de lançamento do pacote de adesões ou de reunião da comissão com os demais formandos -, vale a pena vender itens da turma como canecas, camisetas, chaveiros e casacos. Assim, a margem pode ser utilizada para completar o custo da festa de formatura.
Rifas
As rifas são quase unanimidade entre as turmas que se organizam para realizar uma festa de formatura. Os formandos podem definir prêmios e vender rifas próprias de forma separada do restante da turma. Dessa forma, é possível financiar parte ou a totalidade de seu pacote para a formatura.

Mas as rifas podem ter mais de um intuito. Na maior parte dos casos, as turmas definem o valor de compra do pacote para os alunos e, além disso, estipula uma quantidade de rifas para cada um vender. No fim, o estudante terá que integralizar o valor dos papéis – tendo conseguido vendê-los ou não. Por mais que não seja a tarefa mais prazerosa, os resultados costumam ser positivos.
Vendas (porta a porta)
Além de fazer barraquinhas na faculdade, algumas comissões de formatura também optam por realizar vendas em outros lugares. Não é raro perceber turmas vendendo assinatura de revistas na frente de outras faculdades, por exemplo.

Outros

Há espaço livre para a criatividade: apesar de não ser tão comum, algumas turmas organizam viagens, bazares, bingos e competições. Tudo para, com o lucro obtido, utilizar na festa de comemoração do diploma universitário. Há um rol de possibilidades para explorar. O importante é que todos os formandos possam compartilhar desse sonho!

Fonte: Banco de Formaturas Disclaimer: A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

Tabelamentos, soluções mágicas e a ruína da América Latina
Segundo Albert Einstein, fazer a mesma coisa e esperar um resultado diferente é sinal de loucura. Muitos políticos latino-americanos devem ser loucos...
“Justiça social” e o poder estatal
Se você perguntar a dez progressistas o que significa justiça social, você terá dez respostas diferentes. E é assim porque "justiça social" significa...
Pseudointelectuais X Capitalismo
Por que os intelectuais sistematicamente odeiam o capitalismo? Foi essa pergunta que Bertrand de Jouvenel (1903-1987) fez a si próprio em seu artigo ...
O impacto do blockchain na economia mundial
No ano passado, uma das criptomoedas mais conhecidas dos últimos tempos sofreu uma supervalorização, chegando a ser cotada a quase US$ 20 mil. O boom...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions