A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Junho de 2018

29/05/2018 07:00

Cadeirante, Alfredo venceu limitações e hoje prepara candidatos a concurso

Vinte anos depois de acidente de moto, ele é dono do IEPAT, instituto que oferece pós-graduação, cursos preparatórios para PM, Professores e agora também para Exames da Ordem (OAB)

Post Patrocinado
Alfredo na recepção do IEPAT, instituto criado por ele há 5 anos. (Foto: Paulo Francis)Alfredo na recepção do IEPAT, instituto criado por ele há 5 anos. (Foto: Paulo Francis)

Aos 18 anos, Alfredo Torres era a esperança de ascensão econômica na família. Aprovado no concurso da Polícia Militar, o menino estudioso seguiu caminho inverso em um dos bairros estigmatizados pela violência em Campo Grande, a Vila Nhá-Nhá. Mas quando o garoto começava a fazer planos, em uma preferencial da vida foi atingido em cheio e o acidente de moto o deixou paraplégico.

Vinte anos depois, ele transformou a tragédia em história de superação como fundador e proprietário do IEPAT, Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres, criado para oferecer pós-graduações e cursos preparatórios para concursos públicos e exames da ordem (OAB).

Atrás da mesa do escritório, a cadeira de rodas já é imperceptível, não pelo tamanho, mas pela energia e determinação de cada palavra dita por ele. "Algumas pessoas brincam que juram que uma hora eu vou levantar e sair andando", ri.

No escritório do Instituto, Alfredo é pura energia na rotina de trabalho. (Foto: Paulo Francis)No escritório do Instituto, Alfredo é pura energia na rotina de trabalho. (Foto: Paulo Francis)

A lesão irreversível na coluna foi a princípio uma grande frustração para sua ascensão ao posto de Major PM. "Meu projeto era chegar a Major. Em agosto agora, eu completo 20 anos de Polícia Militar, porque entrei bem cedo. Lutei muito para continuar na PM, mesmo na cadeira de rodas. Sei que eu poderia colaborar muito no trabalho administrativo. Mas não aceitaram. Tive de me conformar com a aposentadoria precoce na condição de 2.º Sargento PM", lamenta Alfredo.

Sem outra alternativa, ele investiu nos estudos. Terminou o curso de Teologia, e também cursou Ciências Sociais e entrou na faculdade de Psicologia, ambos na UFMS. Mas "acelerado" por natureza, nem a limitação física reduziu o ritmo do rapaz que incentivado pelos amigos passou a trabalhar com o ramo da educação e assim conseguiu permanecer na área que havia escolhido, mesmo que indiretamente; também mergulhou no mundo do Coaching e da PNL, e hoje está finalizando sua formação em Master Coach para agregar ainda mais no atendimento aos seus clientes/alunos.

"Comecei a trabalhar com a oferta de pós-graduação em Segurança Pública, passei a lotar turmas e me perguntavam porque não investia em outras áreas. Abri então turmas de pós em Educação Física e já na primeira iniciativa consegui 75 matriculas. Não parei mais", lembra.

O conceito chave para o sucesso é "ouvir as necessidades em sua essência e oferecer o que Campo Grande não tem", ensina.

Alfredo entrou em contato com instituições respeitadas, firmou parcerias com mestres e doutores em diferentes segmentos e construiu uma rede de colaboradores pelo Brasil para especializações de alto padrão. Atualmente, 30 especializações são disponibilizadas em várias áreas.

Alfredo ministrando uma aula de pós com a disciplina de Leader Coaching.(Foto: Divulgação)Alfredo ministrando uma aula de pós com a disciplina de Leader Coaching.(Foto: Divulgação)
Alunos da Pós-Graduação.(Foto: Divulgação)Alunos da Pós-Graduação.(Foto: Divulgação)

Há 5 anos, quando percebeu a necessidade de trocar os hotéis, onde eram realizadas as aulas da pós-graduação, por uma estrutura própria, surgiu o IEPAT. Hoje, aos 38 anos, Alfredo Torres tem orgulho em apresentar a sede do Instituto, que ocupa 3 pavimentos de um prédio amplo, na Rua Dom Aquino, em frente à Praça Esportiva Belmar Fidalgo. 

No lugar, além das turmas de especialização, ele também voltou às origens, formando candidatos para concurso da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Ciente dos sonhos que pode realizar oferecendo capacitação à altura das expectativas de quem aposta em uma vida nova na carreira de policial, uma das questões levada em consideração é o valor das mensalidades. "Nunca quis ficar rico com isso. Então, praticamos valores acessíveis, mesmo com ensino de qualidade e outros mimos estendidos aos nossos alunos", garante

As mensalidades de pós saem a partir de R$ 130,00 ao mês e a preparação para concurso da PM custa R$ 920,00 no total, valor parcelado em até 4 vezes no cartão de crédito. Também estão abertas as inscrições para candidatos a professor e quadro administrativo da Rede Estadual de Educação, por R$ 700,00 em 4 vezes, com aulas iniciando no dia 11 de junho.

Os cursos preparatórios começaram em 2016, para a seleção aberta pela Secretaria Municipal de Educação. Graças a excelência com as turmas de pós-graduação e a propaganda feita pelos ex-alunos, em 2 dias as vagas esgotaram. O resultado também premiou o trabalho realizado com seriedade. "Conseguimos aprovar 70% dos alunos", comemora Alfredo.

As aulas são noturnas ou nos fins de semana, na sede do IEPAT, que fica na Rua Dom Aquino, 2619, em frente ao Belmar Fidalgo.

Para outras informações, entre no site, na página do Facebook ou ligue no Instituto. Os telefones são (67) 3253-4948 ou (67) 99220-3059 (WhatsApp)

IEPAT fica na Rua Dom Aquino, 2619, em frente ao Belmar Fidalgo. (Foto: Paulo Francis)IEPAT fica na Rua Dom Aquino, 2619, em frente ao Belmar Fidalgo. (Foto: Paulo Francis)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.