A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/02/2016 17:27

Terreno há vários anos sem limpeza tem infestação de caramujos

Lauro Burke
Moradora recolhe vários caramujos todos os dias (foto Direto das Ruas)Moradora recolhe vários caramujos todos os dias (foto Direto das Ruas)

A epidemia dengue é a atual preocupação dos moradores em Campo Grande, mas um problema antigo, o caramujo, continua sendo praga. A aposentada Creuza dos Santos, 65 anos, entrou em contato nesta sexta-feira (26) com o Campo Grande News para reclamar de um terreno no bairro Vila Sobrinho infestado com o molusco.

O bicho, que precisa de ambientes úmidos para sobreviver, está aparecendo com maior intensidade nos últimos dias devido às chuvas. Creuza mostra a quantidade de caramujos que ela recolhe todos os dias. Ela conta que ao lado da sua casa, que fica na rua Paiva Meira, há um terreno sem limpeza há mais de quatros anos.

Morando há nove anos no bairro Vila Sobrinho, Creuza conta que fez diversas reclamações para a Prefeitura e só apareceram uma vez para notificar.

Nas fotos enviadas pela leitora, o mato do terreno toma conta até da calçada. Há também um caminhão-tanque em desuso que pode ter água parada e abrigar as larvas do mosquito aedes aegypti.

Animais domésticos também podem ser infectados (foto Direto das Ruas)Animais domésticos também podem ser infectados (foto Direto das Ruas)

É importante lembrar que uma das doenças transmitidas pelos caramujos é a Meningite Eosinofílica, que diferente de outras meningites é uma infecção provocada principalmente por parasitas. O cão que é visto na foto também corre perigo de ser infectado. Segundo o CCZ (Centro de Controle de Zoonozes), animais domésticos também podem contrair a doença, quando pegam o caramujo com a boca.

Além disso, não é recomendado jogar sal no animal, a concha externa pode juntar água e ajudar na proliferação do mosquito Aedes aegypti. O correto é recolher o animal, usando luvas e colocar em saco plástico e quebrar a concha para matar.

O Campo Grande News entrou em contato com a Prefeitura, mas não tivemos respostas sobre o andamento da queixa.

Denúncia – Se tiver caso de caramujo, o CCZ disponibiliza os telefones 3313-5000 ou 3313-5001, uma equipe do CCZ vai ao local para falar com o proprietário do imóvel ou busca localizá-lo para solicitar a limpeza do local e repassar as orientações da forma correta de fazer a coleta.

Em caso de terreno sujo, a Prefeitura tem os números 156 ou na Ouvidoria da prefeitura no 3314 4639. O leitor pode fazer denúncia, acompanhar o andamento, fiscalização e multa.

Direto das Ruas - A sugestão acima foi enviada à redação do Campo Grande News via WhatsApp, pelo canal Direto das Ruas. Pelo número (67) 9687-7598 ou então pelo e-mail redacao@news.com.br, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions