A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

06/06/2019 12:11

Alta oferta de feijão provoca queda no preço da cesta básica na Capital

Segundo Dieese, o valor da cesta em maio foi de R$ 423,97, o que representa 46,18% do salário mínimo

Silvia Frias
Feijão teve queda de 4,69% nos preços e, o arroz, alta de 3,27%, impactando no valor da cesta (Foto/Arquivo: Antonio Cruz/ABr/Agência Brasil)Feijão teve queda de 4,69% nos preços e, o arroz, alta de 3,27%, impactando no valor da cesta (Foto/Arquivo: Antonio Cruz/ABr/Agência Brasil)

O custo da cesta básica em Campo Grande teve redução de 13,92% em maio, sendo encontrada no valor de R$ 423,97, de acordo com a Pesquisa Nacional de Alimentos do Dieese feita em 17 capitais. No acumulado do ano, a cidade acumulou alta de 6,49%.

A compra da cesta representa 46,18% do salário mínimo, segundo Dieese. Conforme pesquisa, nos primeiros cinco meses do ano, todas as 17 cidades avaliadas tiveram alta, com menor índice para Campo Grande, 0,26%.

A retração no preço chega depois de mês em a capital de MS teve a segunda maior variação entre a cidades avaliadas pelo Dieese. Em abril, a alta foi de 10,07%. Em valores, a cesta básica foi orçada em R$ 492,55, a 5ª mais cara do País.

Entre abril e maio de 2019, os preços dos produtos que apresentaram tendência de queda foram o feijão, café em pó e óleo de soja. Já as cotações do leite integral e da carne bovina de primeira aumentaram na maior parte das cidades.

Em Campo Grande, o quilo do feijão teve redução de 26,58%, o que seria consequência do aumento da oferta, após a recente colheita. Os aumentos mais expressivos foram do arroz (3,27%), leite de caixinha (0,28%), farinha de trigo (1,2%) e açúcar cristal (0,51%).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions