ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 11º

Economia

Dez empresas fecham as portas por dia no Estado, pior resultado em 13 anos

De janeiro a maio, extinções de empresas somaram 1.191, mostra pesquisa

Por Osvaldo Júnior | 11/06/2017 12:31
Loja fechada no centro de Campo Grande (Foto: Arquivo)
Loja fechada no centro de Campo Grande (Foto: Arquivo)

Diariamente, cerca de dez empresas fecham as portas no Estado. Essa média se relaciona ao pior desempenho do segmento empresarial nos últimos 13 anos. De acordo com as estatísticas da Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul), 1.191 negócios foram extintos de janeiro a maio no Estado, menor resultado para o período desde o início da série histórica do estudo, iniciada em 2005.

Mato Grosso do Sul tem contabilizado, neste ano, sequência de recordes nada bons para a economia. Janeiro (227), fevereiro (267) e março (300) registraram os maiores números de extinções de empresas de toda série do estudo da Jucems na comparação com iguais meses. O resultado de abril (161) é o terceiro maior para o mês, superado pelo de 2013 (181) e de 2016 (206). Já o de maio é o segundo maior, atrás apenas ao de maio do ano passado (259).

Nesse ritmo de fechamentos de empresas, o Estado encerra os cinco primeiros meses com o maior número desde 2005. Na comparação com o ano passado, que também apresentou volume relativamente elevado, a alta é de 6,91%.

Os anos de 2017 e de 20016 foram os que apresentaram os maiores números em se tratando de encerramento de empresas. Antes, no acumulado de janeiro a maio, todos os resultados ficaram abaixo da casa de mil extinções – os números variaram, até então, de 365 (2005) a 865 (2011).

Por dia – Considerando o total de empresas extintas neste ano e o número de dias úteis até maio, a média de negócios que, diariamente, fecham as portas em Mato Grosso do Sul é de quase dez (precisamente, 9,8).

No ano passado, com 1.114 empresas fechadas no total, o número de extinções diárias (125 dias úteis) foi de 8,9. A média também é expressiva em relação aos resultados dos anos anteriores.

Abertura – Neste ano, foram abertas 2.532 empresas no Estado, incremento de 5,54% na comparação com o acumulado de janeiro a maio de 2016, quando foram iniciados 2.399 negócios.

O aquecimento do setor empresarial, no entanto, é atenuado pelo alto número de fechamentos de estabelecimentos. O saldo entre aberturas e extinções é de 1.341 novos empreendimentos.

Em maio, foram abertas 561 empresas, número superior ao de igual período de 2016 (482) e de e abril deste ano (425).

Dez empresas fecham as portas por dia no Estado, pior resultado em 13 anos