A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

21/12/2013 10:47

No último fim de semana antes do Natal, ir ao Centro exige paciência

Ângela Kempfer e Viviane Oliveira
Principal rua do Centro, 14 está lotada na manhã de hoje. (Fotos: Cleber Gellio)Principal rua do Centro, 14 está lotada na manhã de hoje. (Fotos: Cleber Gellio)

Do setor de eletrodomésticos, às lojas de roupas, uma multidão de consumidores lota as lojas no último fim de semana antes do Natal. A segunda parcela do 13º salário foi depositada ontem, então hoje é dia de comprar o que ainda faltava.

No Centro de Campo Grande, só quem tem paciência consegue comprar neste sábado, começando pelo estacionamento. Os particulares estão praticamente lotados e não se vê vagas nas principais ruas do comércio.

Marcio Cristaldo, 34 anos, é gerente do estacionamento na rua Barão do Rio Branco. Mas com a correria do Natal, também vira manobrista. “Desde o início de dezembro o fluxo ficou muito mais intenso”, informa.

O supervisor regional de vendas da loja Romera, Roberto Medeiros, é do time que fica feliz com esse tumulto todo. Nas contas dele, as vendas já aumentaram 30 % em relação ao ano passado. “E a gente espera vender muito mais”, avisa.

Na loja, o campeão de venda não tem relação direta com o Natal, mas virou item básico em Campo Grande: o ar condicionado. O dia começa com estoque cheio, mas “do jeito que entra, sai”, comenta Roberto.
Tecnologia é o segundo no ranking da loja, com tablets e celulares como as principais opções na hora de escolher o presente.

A dona de casa kelly de Souza Gamarra, de 21 anos, enfrenta as compras com o bebê no colo. No Centro, procura uma batedeira para a sogra, que mora em Eldorado. Caiu em uma “cilada” neste sábado, já que diz detestar aglomerações. “Eu comprei as roupas de fim de ano todas nas lojas do bairro, não gosto de tumulto”, explica.

Sem cerimônia, a avó Maria das Graças, de 43 anos, leva um enorme pacote sobre a cabeça e atravessa a 14 de Julho ultrapassando dezenas de pessoas. A doméstica comprou um patinete para neto de 3 anos. Também é uma manhã difícil, por isso não pretende voltar ao Centro. “As compras para a ceia eu vou fazer lá no supermercado perto de casa”, diz.

Ao contrário dela, Tânia Auxiliadora gosta do movimento. A diarista de 40 anos já passou pelo centro ontem, retornou hoje e ainda que voltar mais uma vez. Como estratégia, na sexta comprou algumas peças de roupa sem experimentar, mas tudo ficou apertado e ela teve de trocar neste sábado. Mas nada é incomodo, garante. “Adoro esse clima de fim de ano, encontro pessoas conhecidas. Gosto de entrar em loja cheia já encontrei um monte de gente”, justifica.

Hoje e no dia 23 de dezembro, o comércio ficará aberto até ás 22h. No domingo, funcionará das 9h às 18h. Na véspera de Natal, tudo fecha às 18h e no dia 31 de dezembro o horário de atendimento termina às 16h.

Nos shoppings, até o dia 23 de dezembro, as lojas ficam abertas até às 23h. No dia 24, fecham às 20h e no dia 31, às 18h.

Maria das Graças faz manobras para levar um enorme pacote na 14 de Julho.  Maria das Graças faz manobras para levar um enorme pacote na 14 de Julho.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions