A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

09/10/2014 14:58

Preço da gasolina chega a R$ 3,29 nos postos de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Gasolina vendida em Dourados é a mais cara entre as principais cidades de MS e diferença de preço quase não existe (Foto: Eliel Oliveira/Diário MS)Gasolina vendida em Dourados é a mais cara entre as principais cidades de MS e diferença de preço quase não existe (Foto: Eliel Oliveira/Diário MS)

Em Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, a 233 km de Campo Grande, não adianta perder tempo procurando preço mais em conta na hora de abastecer o carro. É provável que o condutor acabe gastando muito mais rodando atrás de promoção do que o valor que conseguirá economizar. Diferença de preço da gasolina, diesel e etanol quase não existe.

A pesquisa mensal feita pelo Procon local mostrou que nos 44 postos localizados na cidade, o preço da gasolina varia apenas 6 centavos – diferença de 1,7%. No posto com o menor preço a gasolina é vendida por R$ 3,23. Já no posto mais careiro o litro custa R$ 3,29. O preço considera a gasolina comum.

Os dois postos com o melhor preço ficam no distrito de Indápolis, onde a gasolina custa R$ 3,10, e na BR-163, na saída para a capital, que vende o combustível por R$ 3,18. Entretanto, esses dois estabelecimentos ficam a pelo menos 20 km da cidade e não compensaria rodar tanto para abastecer. Por outro lado, a gasolina mais cara do município é vendida fora da cidade, no distrito de Itahum (R$ 3,35%), que fica a 60 km da cidade.

O preço do etanol tem uma variação maior – o litro é vendido de R$ 2,19 a R$ 2,39. O diesel varia de R$ 2,69 a R$ 2,82.

A pesquisa do Procon mostra também que entre as principais cidades de Mato Grosso do Sul, Dourados continua sendo a que vende a gasolina mais cara. O preço médio é de R$ 3,26, enquanto na capital o preço médio é de R$ 2,96, em Corumbá R$ 3,23, Nova Andradina R$ 3,17 e Ponta Porã R$ 3,12.

Mais de R$ 1 bilhão de abono salarial de 2015 ainda não foram sacados
Mais de R$ 1 bilhão referente ao abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 ainda não foram sacados. Segundo o governo federal, o dinheiro pertence a ...
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
Pressionada pela terceira alta consecutiva no preço do gás de botijão, a prévia da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao...
JBS diz que vai retomar abates, manter empregos e devolver verba a MS
A JBS afirmou que vai retomar as atividades nas sete unidades, manter os empregos dos 15 mil funcionários e ressarcir o Governo de Mato Grosso do Sul...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions