A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

29/09/2018 11:38

Um a cada três donos de imóveis deve IPTU, diz secretário de finanças

Refiz quer recuperar pelo menos parte dessa dívida dos inadimplentes

Ricardo Campos Jr. e Mirian Machado
Atendimentos na Central do IPTU neste sábado em Campo Grande (Foto: Marcelo Kawaminami)Atendimentos na Central do IPTU neste sábado em Campo Grande (Foto: Marcelo Kawaminami)

Um a cada três proprietários de imóveis deve IPTU para a prefeitura de Campo Grande, segundo o secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedrossian Neto. Ele afirma que as pendências dos contribuintes inadimplentes somam R$ 2,6 bilhões, mas o órgão quer recuperar pelo menos R$ 25 milhões no Refis (Programa de Recuperação Fiscal), que terá plantão neste fim de semana.

Até o domingo (30), os descontos no pagamento são maiores e podem chegar aos 90% em cima dos juros e multas. A partir de segunda, quando começa a segunda etapa da ação, os cidadãos terão reduções de até 85% nos acréscimos (juros e multa) para liquidação do débito à vista; de 70% em até seis vezes e de 30% em 12 vezes.

“O dinheiro arrecadado será usado no pagamento da folha dos servidores ativos e inativos, custeio de tapa-buraco, merenda e remédio”, diz Pedrossian Neto.

Dinheiro arrecadado será usado na folha dos servidores, custeio de tapa-buraco, merenda e remédio, diz Pedrossian Neto (Foto: Marcelo Kawaminami)Dinheiro arrecadado será usado na folha dos servidores, custeio de tapa-buraco, merenda e remédio, diz Pedrossian Neto (Foto: Marcelo Kawaminami)

Segundo ele, o montante da dívida ativa atingiu esses patamares porque o IPTU é “a primeira conta que as pessoas deixam para trás quando a situação em casa aperta”. Atualmente, o município conta com uma equipe de call center para cobrar os inadimplentes, mas a dificuldade tem sido encontrar os telefones deles. “Têm que fazer toda uma investigação”, completa.

Ana Paula Gutierrez, trabalha como lactarista, preparando refeições dos bebês hospitalizados de acordo com as prescrições pediátricas e/ou nutricionais.

Ela esteve na Central do IPTU na manhã deste sábado (29) e estava devendo quatro anos de imposto porque esteve desempregada. “Agora eu consegui trabalho e vou pagar à vista somente metade dos R$ 4 mil pendentes. Estou aliviada por deixar passar essa dívida”.

Já o vigilante Jackson Dourado só conseguiu R$ 180 de desconto porque devia pouco por estar com o imposto somente um ano atrasado também pelo desemprego. “Agora consegui emprego e vou pagar à vista”, disse ao Campo Grande News.

A Central do IPTU fica no prédio anexo à prefeitura. O Refis vai até 31 de outubro oferecendo condições para contribuintes inadimplentes liquidarem seus débitos com o município. O local funciona das 8h às 16h durante o fim de semana.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions