A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Julho de 2019

29/03/2019 23:47

Estudantes de MS voltam para casa com 13 prêmios da Febrace

Nesta edição da feira a delegação de MS apresentou 25 projetos de pesquisa, sendo o Estado com o maior número de finalistas.

Adriano Fernandes
Um dos projetos foi desenvolvido pelos estudantes Mariana Nogueira, Thiago Ferronatto e Eitor Paiva. (Foto: Divulgação)Um dos projetos foi desenvolvido pelos estudantes Mariana Nogueira, Thiago Ferronatto e Eitor Paiva. (Foto: Divulgação)

Na edição 2019 da Febrace (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), realizada na última semana em São Paulo, uma delegação de jovens pesquisadores de Mato Grosso do Sul conquistou 13 prêmios. A pesquisa “Planejamento logístico para otimização do atendimento de saúde e segurança pública móvel em Coxim”, desenvolvida por estudantes do Campus do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), no município foi um dos destaques da feira.

Além de conquistar o prêmio “Pesquisa mais desafiadora, original, completa e criativa de um problema que envolve Matemática", oferecido pelo MU Alpha Theta, sociedade de honra de estudantes norte-americanos na área, o projeto foi credenciado para a 14ª Fenecit (Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia), que será realizada em outubro, no Recife (PE).

O trabalho foi desenvolvido pelos estudantes do curso técnico em Informática, Eitor Paiva, Mariana Nogueira e Thiago Ferronatto e orientado pelo professor Fernando Alves e coorientado por Ricardo de Oliveira.

O desafio é criar o Appuros - um aplicativo mobile - que tem o objetivo de melhorar a comunicação entre a população e os serviços públicos de emergência nas áreas de saúde e segurança pública, como Polícia Militar, Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Outro projeto premiado foi a "Análise do efeito alelopático de Leucaena leucocephala sobre Lactuca sativa var.crispa e Cecropia sp." - desenvolvido pela estudante da Escola Estadual Teotônio Vilela, em Campo Grande Thailenny Rezende, e orientado por Vagner Almeida.

A pesquisa garantiu a participação da estudante na Intel Isef, a maior feira científica para estudantes de ensino médio do mundo, realizada nos Estados Unidos. Além da credencial para Intel Isef, a pesquisa conquistou a primeira colocação geral na área de Ciências Biológicas e o Prêmio Destaque do Ano - Ciências Moleculares.

“É uma grande satisfação para mim, por ser estudante de escola pública, poder representar o país em um evento como a Intel Isef e, por isso, estamos todos muito felizes”, comemorou Thailenny. O projeto premiado estuda a alelopatia de uma planta exótica, ou seja, sua capacidade de emitir substâncias no meio ambiente, sejam benéficas ou prejudiciais a outras plantas. 

Para participar da Febrace, Thailenny foi credenciada na Fecintec (Feira de Ciência e Tecnologia de Campo Grande), promovida pelo IFMS. A Fecintec é uma das dez feiras de ciência e tecnologia promovidas anualmente pelo instituto nos municípios onde a instituição tem campus. Os eventos são realizados durante a Semana de Ciência e Tecnologia. 

Nesta edição da Febrace, que ocorreu entre os dias 19 e 21 de março a delegação de Mato Grosso do Sul apresentou 25 projetos de pesquisa, se consolidando pelo segundo ano consecutivo como o Estado com o maior número de finalistas no evento.

Foram 14 projetos nas áreas de Educação, Sociologia, Agronomia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Ciência da Computação, Botânica, Educação Física, Microbiologia, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Matemática, Arquitetura e Urbanismo, e Materiais e Metalúrgica.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions