A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Julho de 2019

28/03/2019 18:46

Governo lança edital do Vale Universidade e abre inscrições no dia 8

Poderá se inscrever o acadêmico que comprove renda individual igual ou inferior a R$ 1.448 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896

Aline dos Santos
Programa recebe inscrições entre 8 e 22 de abril. Programa recebe inscrições entre 8 e 22 de abril.

O programa Vale Universidade abre inscrições no próximo dia 8 de abril. Poderá se inscrever o acadêmico que comprove renda individual igual ou inferior a R$ 1.448 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896. O prazo de inscrição termina em 22 de abril.

Conforme o edital, publicado na edição de hoje (dia 28) do Diário Oficial do Estado, é assegurado à Administração Pública o direito de verificar as informações prestadas pelo interessado por meio de visitas à residência, ao local de trabalho ou à instituição de ensino superior onde o candidato e beneficiário estiver matriculado.

A partir deste processo seletivo a apresentação do comprovante da inscrição e/ou atualização do CadÚnico (Cadastro Único do Governo Federal), realizado no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) da sua região, é obrigatória.

“Teremos ainda mais transparência neste Processo Seletivo 2019. A exigência do comprovante de inscrição no CadÚnico fará com que cada vez mais o benefício seja concedido a quem dele necessita. O Vale Universidade é uma oportunidade de crescimento tanto para quem dele participa quanto para o nosso Estado”, afirmou o secretário-adjunto da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Adriano Chadid, por meio da assessoria de imprensa.

Para o acadêmico da universidade privada, 70% do valor da mensalidade serão repassados pelo governo do Estado diretamente para a instituição de ensino superior, e 20% do valor da mensalidade serão deduzidos pela instituição de ensino superior privada conveniada ao Vale Universidade, totalizando 90%.

No caso do acadêmico da universidade pública, o valor será equivalente à média do valor do benefício, depositado pelo governo, diretamente, na conta bancária do acadêmico. 

O acadêmico habilitado deverá ainda realizar estágio com carga horária de 20 horas semanais, cumpridas em jornadas de quatro horas diárias no período matutino ou vespertino, compatíveis com o horário escolar, nas instituições indicadas pela Sedhast.

Para se inscrever clique aqui
Confira o edital a partir da página 10 (clique aqui)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions