ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 17º

Esportes

Com Yeltsin e Rufino confirmados, MS tem outros atletas no 'caminho' olímpico

Yeltsin Jacques e Fernando Rufino são dois campeões paralímpicos que já têm Jogos no currículo

Por Gabriel de Matos | 12/01/2024 08:29
Yeltsin Jacques comemorando o recorde olímpico e mundial da prova dos 1.500 metros em 2021 (Foto: Instagram) 
Yeltsin Jacques comemorando o recorde olímpico e mundial da prova dos 1.500 metros em 2021 (Foto: Instagram)

Os principais eventos esportivos do ano de 2024 são os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris. As Olimpíadas começam no dia 26 de julho e vão até 11 de agosto. Já a Paraolímpiada tem início no dia 28 de agosto e vai até 8 de setembro. Mato Grosso do Sul tem dois nomes confirmados até o momento: o paratleta Yeltsin Jacques no atletismo e Fernando Rufino na paracanoagem.

Os dois atletas conquistaram as vagas nas modalidades por terem sido campeões mundiais. Também medalhistas nos últimos Jogos Paralímpicos em Tóquio-2020, são favoritos.

Em entrevista no final de novembro, Yeltsin ressaltou que pretende buscar quatro medalhas no ano, duas no Mundial e duas nos Jogos Paralímpicos. Já Rufino pretende repetir a dose de Tóquio e levar o ouro.

Fernando Rufino em prova representando o Time Brasil (Foto: Instagram)
Fernando Rufino em prova representando o Time Brasil (Foto: Instagram)

Além dos dois já campeões e favoritos, Mato Grosso do Sul tem outros atletas 'correndo por fora' em busca da vaga olímpica. Uma das principais promessas de representar o país e o Estado é o atleta de taekwondo Luiz Felipe Aquino.

Recentemente, ele foi convocado para fazer treinamento do dia 15 a 27 de janeiro na cidade do Rio de Janeiro (RJ). O objetivo dos treinamentos é preparação para os Jogos Olímpicos de Paris neste ano de 2024. Aquino se destacou em diversos eventos internacionais e nacionais ao longo do último ano.

O professor Fábio Costa, que também é presidente da FFTKDMS (Federação de Taekwondo de Mato Grosso do Sul), explicou o que precisa ser feito para conquistar a vaga em Paris.

Ele está indo para o treinamento e precisa se destacar lá. Em seguida, temos o Canadá Open e o US (Estados Unidos) Open. A Confederação Brasileira vai analisar o desempenho dos atletas nas duas competições. A partir daí, selecionar para ver quem disputará o Pré-Olímpico", explicou Fábio.

Chegando ao Pré-Olímpico da modalidade, Luiz Felipe precisa ficar entre os três melhores colocados no evento. Assim, garante vaga em Paris.

Luiz Felipe Aquino foi o primeiro atleta de Mato Grosso do Sul a ser convocado (Foto: Divulgação)
Luiz Felipe Aquino foi o primeiro atleta de Mato Grosso do Sul a ser convocado (Foto: Divulgação)

A Fundesporte (Fundação do Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) também monitora as chances dos atletas de irem aos Jogos Olímpicos. Além dos citados acima, o lutador de wresling (luta olímpica) Pedro Samuel Gonçalves ainda está na busca pela vaga.

No ano passado, ele se destacou na disputa dos Jogos Universitários Brasileiros e no Campeonato Brasileiro da modalidade. Competindo na categoria até 86 kg, ele ficou com medalha de bronze no Brasileiro.

O professor Agnaldo Santos, treinador de Pedro, também explicou as chances do atleta. Ele disputará competição no México em fevereiro. Depois, terá a seletiva pan-americana. "Agora, cada continente faz uma seletiva para depois ter a seletiva mundial. O Brasil vai mandar de dois a quatro atletas".

Agnaldo complementou que conquistar a vaga no México significa que o Brasil tem a oportunidade de ir, não necessariamente o atleta. "Por exemplo, ele se classifica na categoria e o país tem a vaga. Depois, há uma nova seletiva no cenário nacional. Eu acredito que o Pedro tenha boas chances de ir a Paris".

Atleta Pedro Samuel Gonçalves em disputa representando o Estado em 2023 (Foto: Instagram)
Atleta Pedro Samuel Gonçalves em disputa representando o Estado em 2023 (Foto: Instagram)

Fora de Mato Grosso do Sul, uma das atletas cotadas para disputar as Olimpíadas é a judoca Alexia Nascimento na categoria até 48 kg. No momento, ela está em treinamento na Áustria. Lá, estão reunidas as 20 principais seleções do mundo.

Nascida em Campo Grande, ela está federada no momento por São Paulo e representa o Esporte Clube Pinheiros. A informação sobre a possibilidade de ir às Olimpíadas foi repassada pela FJMS (Federação de Judô de Mato Grosso do Sul).

A primeira competição no ano prevista para os judocas do Brasil será o Grand Prix de Portugal, nos dias 26, 27 e 28 de janeiro, distribuindo até 700 pontos no ranking olímpico. Até o mês de maio, o Brasil terá a lista fechada de judocas classificados a Paris.

Aléxia Nascimento com medalha na última competição de 2023, Troféu Brasil Judô (Foto: @clickcertoawnsports)
Aléxia Nascimento com medalha na última competição de 2023, Troféu Brasil Judô (Foto: @clickcertoawnsports)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias