ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Esportes

Yeltsin se preparou até na Bolívia e anseia por 2 ouros no Chile

O atleta paralímpico embarca na próxima semana para a disputa do Parapan-Americano em Santiago, no Chile

Por Gabriel de Matos | 09/11/2023 17:15
Yeltsin Jacques (ao centro) e seus guias Guilherme Ademilson dos Anjos Santos (à esquerda) e Edelson Avila (Foto: Gabriel de Matos)
Yeltsin Jacques (ao centro) e seus guias Guilherme Ademilson dos Anjos Santos (à esquerda) e Edelson Avila (Foto: Gabriel de Matos)

Da convocação anunciada em outubro até o último treino em Campo Grande nesta quinta-feira (9), o paratleta Yeltsin Jacques viajou até para a Bolívia em preparação. A ideia era chegar totalmente preparado na disputa do Parapan-Americano 2023 em Santiago, no Chile.

Ele viajará na próxima semana para São Paulo e se apresenta em Santiago. Ele disputará as provas de 5.000 metros e 1.500 metros na capital chilena. Por conta da forte chuva que atingiu Campo Grande no horário marcado do último treinamento no Parque Ayrton Senna, no Aero Rancho, Yeltsin não correu.

O paratleta nasceu com baixa visão. Ele conheceu o atletismo ajudando um amigo, totalmente cego, a correr. Então, começou a treinar junto com ele para competir e iniciou sua carreira nas Paralimpíadas Escolares em 2007.

As principais conquistas são Ouro nos 1.500m e bronze nos 5.000m no Mundial Paris 2023; ouro nos 5.000m e nos 1.500m nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020; ouro nos 1.500m nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019; ouro nos 1.500m e bronze nos 5.000m dos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015; prata nos 1.500m e bronze nos 800m no Mundial de 2013 na França.

Yeltsin Jacques (à direita) representando o Brasil no Campeonato Mundial (Foto: (Foto: @alecabral_ale e @aleschneider)
Yeltsin Jacques (à direita) representando o Brasil no Campeonato Mundial (Foto: (Foto: @alecabral_ale e @aleschneider)

Em relação à preparação para a competição pan-americana, Yeltsin treinou na região de Cochabamba, que tem altitude de aproximadamente 2.500 metros. "Fizemos 21 dias de treino lá, treinamento na altitude serve para aumentar a hemoglobina, ajuda muito na parte respiratória".

O pulmão está cheio, chegamos ontem em Campo Grande, segunda-feira vamos para São Paulo. Vamos forte para o Parapan e trazer mais um ouro. Sem dúvidas, esperamos um grande resultado", destacou Yeltsin.

Atual campeão do mundo no atletismo, o campo-grandense é o atleta a ser batido. "Hoje a nível mundo, nós somos os principais atletas a serem batidos. Somos referência. Todo mundo tem estudado o que a gente tem feito".

Yeltsin até brincou sobre possíveis recordes em Santiago. "Fica mais bonito nos Jogos Paralímpicos". Para finalizar, ele avaliou o ano como muito especial. "Foi um ano maravilhoso, tivemos o Campeonato Mundial. Conseguimos cumprir a missão. E foco total em Paris 2024".

Yeltsin ao lado de um dos seus guias Edelson no Parque Ayrton Senna (Foto: Gabriel de Matos)
Yeltsin ao lado de um dos seus guias Edelson no Parque Ayrton Senna (Foto: Gabriel de Matos)

Edelson Avila ao lado do Guilherme dos Anjos é um dos guias que correm junto de Yeltsin nas provas. Ele destacou que é "algo incrível ser atleta-guia. Eu estou há oito meses sendo atleta-guia. Ser os olhos dele é admirável".

Nascido em Iguatemi, o atleta analisou como um bom ciclo de preparação para o Pan-Americano. "Certeza que vamos para o pódio".

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias