01/04/2016 17:53

União desapropria área de fazenda em MS para reforma agrária

Ricardo Campos Jr.

A presidente Dilma Rousseff (PT) desapropriou uma área da Fazenda São João em Nova Alvorada do Sul, a 120 quilômetros de Campo Grande, para a reforma agrária. O decreto foi assinado nesta sexta-feira (1º) durante um evento no Palácio do Planalto como parte da estratégia de contrabalancear a turbulência enfrentada com o pedido de impeachment aberto no Senado, conforme a imprensa nacional.

O tamanho da área não foi informado.

Dilma também autorizou a desapropriação de áreas em outros 12 estados, sendo três em Goiás, uma em Pernambuco, três no Maranhão, uma em Minas Gerais, uma em Tocantins, uma no Rio Grande do Norte, uma no Pará, três no Ceará, duas em Sergipe, uma na Paraíba, duas na Bahia e uma no Paraná.

Também foram assinados decretos de regularização de territórios quilombolas no Maranhão (Monge Belo), Pará (Gurupá), Rio Grande do Norte (Macambira) e Sergipe (Caraíbas).

Conforme o blog do Palácio do Planalto, No total, serão destinados 55 mil hectares de terra para reforma agrária (34 mil hectares) e comunidades quilombolas (21 mil hectares). A medida deve beneficiar 1.844 famílias, sendo 680 de remanescentes de escravos e 1.164 de trabalhadores rurais sem terra.

imagem transparente