A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/12/2017 06:00

Após "perder" cargo, deputado muda o tom

Marta Ferreira

Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Governo. Depois de votar contra a reforma da previdência, e ser descartado para o cargo, agora a postura é de cobrança.

Quando será? Nesta semana, por exemplo, apresentou indicação cobrando da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) a regulamentação da lei estadual de sua autoria que cria o cadastro de pedófilos. A sanção foi em agosto, prevendo 30 dias para a regulamentação, mas até agora ela não veio

Estão me perguntando – Para explicar a indicação, David diz que está sendo indagado sobre a colocação em prática da lei. "As pessoas começam a me cobrar quando as informações estarão disponíveis, por isso devo repassar a cobrança ao governo, estou aguardando uma resposta".

É intriga -O deputado Pedro Kemp (PT) disse na tribuna da Assembleia nesta terça-feira que os partidos de direita “não têm candidato à presidência”, por isso, segundo sua análise, tentam criar empecilhos para a candidatura de Lula. “Vão tentar prendê-lo, torná-lo ficha suja, já falam até em parlamentarismo", completou.

Sem graça – Kemp explicou seu entendimento, ironizando os possíveis adversários do PT no ano que vem. "O PSDB só tem o picolé de chuchu que não vai engrenar, o Bolsonaro é um doido varrido que não vai subir mais do que já chegou”.

Corrido – A rotina do prefeito Marquinhos Trad no fim de ano anda apertada. Nesta semana, ele era esperado no evento em que foram entregues as chamadas “motolâncias”, para socorro rápido, mas depois de mais de uma hora, o secretário de Saúde Marcelo Vilela informou em seu discurso que o chefe do Executivo não poderia comparecer.

Não deu quórum – Tradicional em Campo Grande, o CTG Troupeiros da Querência programou reunir gremistas ontem para acompanhar a semifinal do mundial interclubes, disputada nos Emirados Árabes. Na hora h, porém, apareceram poucos. E todos eram colorados.

Atrasadinhos– Questionado se tinha perguntas aos únicos dois depoentes que apareceram na audiência da CPI do Táxi nesta semana, o vereador Francisco Gonçalves Carvalho, adotou voz de locutor e enfático disse: “Só pedir desculpas pelo atraso”.

Recado - A fala de tom gerou piada do vereador Vinicius Siqueira em relação a outro colega da Casa de Leis.  “Deve estar fazendo curso com o [locutor e vereador] Lucas de Lima”. brincou.

Desconheço – Enquanto nos bastidores se aposta que a grande conclusão da investigação seja o cancelamento de ao menos 200 álvaras irregulares, quem depõe parece perdido ou dissimulado ao declarar que nem ao menos conhece quem trabalha em seu ponto. Da família Sandim, por exemplo, em um único local haviam seis taxistas registrados com o mesmo sobrenome.

(Com Leonardo Rocha, Mayara Bueno e Kleber Clajus)

MS é líder de grana para a celulose
Menina dos olhos – Mato Grosso do Sul segue como o estado com mais previsão de investimentos da indústria da celulose. Projeção da Ibá (Indústria Bra...
Os presos da Lama Asfáltica em números
1 mês – Nesta segunda-feira (19), o ex-governador André Puccinelli (MDB), o filho dele André Puccinelli Júnior e o advogado João Paulo Calves complet...
Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions