A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/09/2016 06:00

Em debate bem educado, Bernal é quem leva bronca

Waldemar Gonçalves

Comportados – Como bons alunos, postulantes à Prefeitura de Campo Grande respeitaram as regras de conduta apresentadas antes do início do debate promovido ontem pelo sindicato dos professores municipais, o primeiro confronto direto entre eles na atual campanha. Não houve discussão ou baixaria. No máximo uma ou outra provocação, principalmente quando se referiam à atual administração da Capital.

Manifestações discretas – O público que acompanhou a sabatina estava proibido de fazer manifestações. Algumas, mais discretas, a mediadora deixava passar.

Vaias – O único a ser interrompido enquanto apresentava suas propostas para a educação foi o atual prefeito, Alcides Bernal (PP). Quando falava sobre questões salarias do setor começou a ser vaiado a ponto de ter que parar de falar. No fim, ganhou mais alguns segundos para concluir suas propostas.

Sem sossego – Bernal foi o principal alvo do debate. No bloco em que os candidatos fizeram perguntas entre eles, não faltaram críticas à situação da qualidade de ensino e da estrutura das escolas e creches da Capital.

Sem diálogo – Por ser indiretamente citado em uma das perguntas, o prefeito candidato à reeleição ganhou direito de resposta para rebater a acusação de não ser aberto ao diálogo com as lideranças da educação.

Palavras de professora – Professora por formação, Rose Modesto (PSDB) foi ponderada em sua participação, restringindo-se a falar de propostas. Mostrou saber exatamente o que a categoria quer ouvir: compromisso com piso salarial, democratização do ensino, constante diálogo com o setor e implantação de escolas em tempo integral.

Focado em propostas – Marquinhos Trad (PSD) também preferiu seguir um tom mais ameno do que os adversários. Ao fim do debate, explicou que está focado em apresentar propostas e não seguir para agressão verbal.

Marketing miraculoso – Marcelo Bluma (PV) atacou as grandes campanhas, dizendo que o marketing ainda faz milagres, mas que o debate serve para mostrar como é o candidato aos eleitores.

Previdência – Bernal também teve que responder durante o debate sobre o suposto sumiço de recursos da Previdência Municipal. Disse que já apresentou documentos ao MPE (Ministério Público Estadual) e que o responsável pelo rombo será punido. “São antigos gestores que não fizeram o levantamento correto. Um deles está atrás das grades”.

Mudou de ideia – Dos 14 candidatos a prefeito que confirmaram presença no debate, apenas Pedrossian Filho (PMB) não compareceu. Na véspera do evento, ele disse ao Campo Grande News que iria participar, embora considerasse que não teria muito a acrescentar ao debate. “Todas as demandas para educação foram realizadas no governo do meu pai”, afirmou.

(com Leonardo Rocha, Richelieu de Carlo e Christiane Reis)

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions