A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/11/2014 06:00

Nepotismo cruzado dribla lei e contempla até amante em órgãos públicos

Edivaldo Bitencourt

O nepotismo cruzado - Proibido por lei, o nepotismo é uma pratica comum nos órgãos públicos de Mato Grosso do Sul. Em alguns, os apadrinhados, quando aparecem no local de trabalho, fazem filas nos corredores e nem sempre têm onde sentar. Para tentar esconder a ilegalidade, fazem troca de parentes entre agentes públicos e os contratam sem concurso.

Entre amigos - O nepotismo cruzado envolve os três poderes no Estado. Mas um órgão especificamente é onde se concentra a maioria dos parentes de agentes do Executivo e Judiciário. Filhas, genros, esposas e até amante são contratadas com o dinheiro público. E na maioria das vezes sequer aparecem para justificar o robusto salário.

Enxurrada nos prédios - Dia de chuva é um transtorno para os donos de escritórios nos edifícios Evidence Prime, Rua Helio Hiohy Aqui, e Evolution, na Avenida Afonso Pena. A água escorre pelas janelas e invade salas, molhando móveis. O problema – falta de vedação nas borrachas das janelas – foi identificado pela construtora, mas ainda não resolvido.

Na trave - Depois de 20 anos como deputado estadual, seis dos quais como presidente da Assembléia, Jerson Domingos, troca o legislativo pelo Tribunal de Contas. Para ser conselheiro do Tribunal de Contas, o candidato não pode ter mais de 65 anos e nem menos de 35 anos. Jerson faz aniversário sexta-feira, 14, e completa 65 anos em 2015.

Currículo - Para fazer parte do seleto grupo de conselhos, são sete, o candidato precisa ter currículo exemplar, segundo a Constituição do Estado: “de idoneidade moral, reputação ilibada e notórios conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos, financeiros ou de administração pública, com mais de 10 anos de exercício”.

Sala maior – O senador Delcídio do Amaral (PT), após a derrota no segundo turno, tentou conseguir um gabinete maior no Senado. No entanto, segundo o jornal Folha de S.Paulo, ele perdeu a sala sonhada para a senadora eleita, Simone Tebet (PMDB).

Gafe – A vice-governadora conseguiu o gabinete que foi do seu pai, o senador Ramez Tebet (PMDB). Ele foi presidente do Congresso Nacional e morreu durante o mandato. O jornal paulista só escorregou feio no nome da senadora eleita. Citou-a como Renata (Sic) Tebet.

Trégua – Os professores deram o primeiro sinal de recuo nas negociações com o prefeito Gilmar Olarte (PP). Agora, eles aceitam receber o reajuste parcelado em quatro vezes. A categoria rejeitou, inicialmente, a proposta de receber em parcela única em dezembro.

Crise eterna – A Santa Casa de Campo Grande voltou a reter salários dos funcionários. Ontem, o presidente da entidade, Wilson Teslenco, disse que pode até demitir se não conseguir elevar o repasse do SUS (Sistema Único de Saúde). Ele até ameaça reduzir o número de leitos.

Repetência - Na véspera do Natal de 2004, a Santa Casa fechou as portas do pronto socorro e deixou a Capital a beira do colapso. Com déficit de R$ 4 milhões por mês, a instituição começa a chegar ao cenário pré-intervenção de nove anos atrás.

(colaborou Michel Faustino)

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions