ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 29º

Jogo Aberto

Quem levou Bernal ao Programa do Ratinho?

Por Edivaldo Bitencourt | 02/08/2013 06:00

Destaque – O deputado federal Vander Loubet (PT) é um dos deputados que concordou com uma das frases do fascista Mussolini. A revelação consta do livro “Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo”, do jornalista Leandro Narloch. Ele conta que as frases fascistas tiveram o aval de deputados da esquerda e de direita.

Dia dos suplentes – A CPI da Saúde foi totalmente esvaziada ontem à tarde, durante o depoimento do presidente do Hospital do Câncer, Carlos Coimbra. Dos cinco titulares, só o presidente, Amarildo Cruz (PT), compareceu. Os demais foram representados pelos suplentes.

Pontualidade - O presidente da Assembleia, o deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), foi preciso com a pontualidade na primeira sessão após o recesso. Após esperar por 20 minutos, ele resolveu encerrar a sessão. Amarildo Cruz reclamou da decisão, dizendo que é preciso ser mais maleável para chegada dos colegas. Após insistência, a sessão foi reiniciada.

Estou aqui - Os deputados que chegaram atrasados a primeira sessão após o recesso fizeram questão de aparecer ao presidente, destacando que apesar de não chegar na hora, não faltaram ao compromisso. Eduardo Rocha (PMDB), logo após saber que a sessão havia sido cancelada por falta de quórum correu para falar com o presidente e marcar sua presença.

Mudança - Apesar de voltar atrás, o presidente abriu uma sessão extraordinária e depois passou o comando para a deputada Dione Hashioka (PSDB), se ausentando do local. Jerson preferiu não comentar a falta de pontualidade dos colegas.

Outro noivo – O governador André Puccinelli (PMDB) brincou com o atraso do secretário estadual de Obras, Edson Giroto. Ele disse que, se for a um casamento do deputado federal licenciado, será preciso trocar o noivo, porque ele sempre chega atrasado. Quando Giroto chegou, Pucccinelli ainda o cumprimentou com um “boa noite”, apesar do horário da reunião ser 13h.

Sem aeroporto – O ministro da Pesca, Marcelo Crivella, mudou o local da visita a Mato Grosso do Sul. Ele ia visitar Três Lagoas, mas não conseguiu um aeroporto para pousar na cidade, segundo a assessoria. Como a visita é rápida, o ministro decidiu vir a Campo Grande para evento da sua pasta.

Cavaleiro da paz – Em estado de graça após o “sucesso” no Programa do Ratinho, o prefeito Alcides Bernal afirmou, ontem, que é o “cavaleiro da paz”. Ele reagiu às afirmações do dono do Correio do Estado, Antônio João Hugo Rodrigues, que o chamou de “cavaleiro do apocalipse” nesta semana.

O homem – O ex-prefeito de Maracaju, Celso Vargas, é apontado, nos bastidores, como o responsável pela “articulação” para levar o prefeito ao programa do apresentador Carlos Massa, o Ratinho. Apesar de não ter conseguido ser reeleito na cidade, ele faz sucesso na Capital e até comanda, extraoficialmente, o setor de licitações do município. Bernal foi ao programa para prestigiar a cantora Natália, sua assessora na prefeitura.

Caótico – Oficialmente, o prefeito Alcides Bernal foi buscar exemplos para de mobilidade urbana em São Paulo. Agora, fica a pergunta, qual o exemplo da cidade paulista que só vê os congestionamentos baterem recorde, dia sim, dia não. O prefeito não divulgou detalhes do exemplo que foi buscar para Campo Grande.

(colaboraram os repórteres Jéssica Benitez, Leonardo Rocha, Bruno Chaves e Lidiane Kober)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário