A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

25/06/2018 08:04

Restaurante inspirado em Dubai terá ouro na comida e decoração da Chanel

Thailla Torres
Pepitas de ouro comestíveis, que fará parte das sobremesas do restaurante. (Foto: Luis Pedro Scalise)Pepitas de ouro comestíveis, que fará parte das sobremesas do restaurante. (Foto: Luis Pedro Scalise)

Com previsão para abrir as portas em agosto, "Nô" será o novo restaurante no bairro Itanhangá e pura ostentação. Com temática inspirada nos Emirados Árabes, desde a arquitetura até o cardápio, a proposta é funcionar como um restaurante de luxo com capacidade para 70 pessoas e uma mistura de marcas internacionais da moda até na decoração. 

"É um restaurante de primeiro mundo para Campo Grande. Como sempre estou no Oriente Médio, surgiu a ideia e coincidiu de conhecer uma consultoria para os detalhes do restaurante, até o treinamento da equipe vem de fora. Será o primeiro restaurante dos Emirados Árabes do Brasil", afirma o arquiteto Luis Pedro Scalise, que é sócio-proprietário ao lado da médica Tatiane Cunha e do pecuarista Etiene Cunha.

Detalhes da fachada. Detalhes da fachada.

A princípio, o maior atrativo do espaço será o cardápio que vai servir ouro na comida, bebida e sobremesa. "Tanto nos pratos quanto nos drinks, terá ouro em folha e em pó 23 quilates, do branco e amarelo”, garante Scalise.

Apesar das referências árabes, o cardápio será com pratos da culinária franco-italiana com massas, carnes e frutos do mar. Além de 30 opções de drinks, como por exemplo, champanhe aromatiza com flores de orquídea.

O projeto criou uma experiência com a moda na arquitetura. Papéis de parede e tapetes levam assinatura da Chanel, lâmpadas são da Gucci, o cardápio é da Louis Vuitton e até os porta-guardanapos são Givenchy. E se o cliente esquecer o óculos em casa, haverá uma carta com diversos modelos Gucci, além de sobremesas que também levam os os nomes das marcas.

"Será uma experiência única e luxuosa. Com direito a música tocada por um quarteto com piano de corda, violino, saxofone e flauta. Nos dias em que o restaurante não estiver funcionando, o espaço também abrirá para eventos particulares".

Parte da arquitetura já está pronta, Scalise diz que a decoração está nos últimos detalhes e a equipe está recebendo treinamento. "Parte dos nossos funcionários são de fora", afirma.

O sócio não menciona preços, mas sugere que a experiência não será para qualquer um. "É luxo como nunca se viu em Campo Grande".

O restaurante vai funcionar na Rua Cayová, 406, Bairro Itanhangá. 

Arquitetura do bar.Arquitetura do bar.
Paisagismo na entrada. Paisagismo na entrada.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.