ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  23    CAMPO GRANDE 29º

Artes

Maestro revela 10 músicas inéditas de Lídia Baís que só ele ouviu

Descoberta é resultado de projeto de pesquisa de maestro campo-grandense, Eduardo Martinelli

Por Jéssica Fernandes | 23/09/2021 10:02
Disco contém música que Lídia fez de homenagem para mãe. (Foto: Arquivo Pessoal)
Disco contém música que Lídia fez de homenagem para mãe. (Foto: Arquivo Pessoal)

Um novo trabalho do maestro Eduardo Martinelli, de 44 anos, apresenta ao público alguns trechos de músicas inéditas da artista Lídia Baís. As composições originais gravadas em discos de vinil são tema da live que acontece nesta quinta-feira (23), às 16h, no Facebook da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

A descoberta desse material revela mais um dos talentos que a artista plástica possuía. Apesar de algumas canções serem quase inaudíveis e estarem em processo de restauração, o maestro adianta o que encontrou durante a pesquisa. “Tem uma faixa dedicada à mãe, onde ela toca violão e canta. Conseguimos tornar audível somente a melodia, porque trazer à tona as outras músicas leva meses de trabalho”, explica.

De acordo com Eduardo, as gravações foram feitas com discos importados em uma vitrola de dois braços. “Eles estão bem conservados, são vários com duas músicas de cada lado. Essas gravações devem ter acontecido entre as décadas de 30 a 50 e eram feitas nesse aparelho importado, que está em exposição no Sesc”, comenta.

Lídia gravava composições autorais em discos importados dos Estados Unidos. (Foto: Arquivo Pessoal)
Lídia gravava composições autorais em discos importados dos Estados Unidos. (Foto: Arquivo Pessoal)

Patrocinado pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais de Mato Grosso do Sul), a pesquisa teve início oficialmente em 2021, mas o contato de Eduardo com a música da Lídia surgiu antes. “Eu tenho um amigo pianista chamado Júlio Figueiredo e ele frequentava a casa da Lídia. Através dessas conversas, que tive interesse em saber o que ela tinha deixado gravado”, lembra.

Em 2018, Martinelli participou do processo de resgate de algumas músicas da Lídia. As canções foram interpretadas no concerto de comemoração do centenário da Morada dos Baís. Na época, o maestro fez as transcrições das gravações sem apoio de partituras.

Sobre as composições, o profissional relata que as músicas da artista são simples, mas interessantes. “As músicas que ela fazia eram relativamente simples, como de um amador que estudou música. Porém, ela tinha uma criatividade tão grande em relação a tudo e tocou valsas, marchas e outras coisas do piano clássico”, afirma.

Agora, a expectativa é que Eduardo finalize em outubro, a transcrição das partituras. Posteriormente, o pianista irá gravar as canções para que todo o público tenha acesso.

A live será hoje, das 16h às 17h, com Eduardo e a cineasta Marinete Pinheiro.

Maestro teve contato com a música de Lídia em 2018. (Foto: Arquivo Pessoal)
Maestro teve contato com a música de Lídia em 2018. (Foto: Arquivo Pessoal)

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: lado@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário