ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 21º

Artes

Sombras mostram beleza da forma humana pelas mãos de Gabriel

Aos 20 anos, o desenhista já é dono de um estilo próprio, que usa as sombras como valor estético de seus trabalhos

Por Lucas Mamédio | 27/01/2021 06:31
Gabriel desenvolveu seu estilo com base no que acha mais agradável (Foto: Arquivo Pessoal)
Gabriel desenvolveu seu estilo com base no que acha mais agradável (Foto: Arquivo Pessoal)

Forma, detalhes, cores, tudo isso é substituído nos desenhos de Gabriel por sombras que expressam e dão forma a sua arte. Aos 20 anos, Gabriel Aristimunho é dono de um estilo próprio, busca no surrealismo de seus desenhos sombreados e esfumaçados a beleza das formas humanas.

Ainda jovem, o artista começou no mundo dos desenhos mais novo ainda. “Assim como quase todo artista, comecei por hobby mesmo. Minha irmã fez artes visuais também e ela gostava dos meus desenhos super feios (risos). Minha família em geral sempre deu muito apoio”.

Gabriel teve o apoio da família (Foto: Arquivo Pessoal)
Gabriel teve o apoio da família (Foto: Arquivo Pessoal)
Os desenhos muitas vezes não são comercializados (Foto: Arquivo Pessoal)
Os desenhos muitas vezes não são comercializados (Foto: Arquivo Pessoal)

O que antes era uma diversão impressionou quem via os desenhos e despertou nessas pessoas a vontade de tê-los. “Depois começou a ter muita procura de gente perguntando se eu não vendia, eu até fazia sob encomenda, mas de graça. Porque era sempre gente próxima”.

A comercialização aconteceu quando pessoas não tão próximas se interessaram pelo trabalho de Gabriel.

“Eu raramente vendo desenhos, porque sempre faço pra pessoas bem próximas. E quando cobro pra pessoas que não vejo muito, geralmente é um preço muito simbólico, só pra cobrir o custo do material”.

Gabriel aos poucos, agrega outros estilos a seu portifólio (Foto: Arquivo Pessoal)
Gabriel aos poucos, agrega outros estilos a seu portifólio (Foto: Arquivo Pessoal)

Sobre o conceito de seus desenhos, apesar de chamar atenção pela subjetividade, Gabriel é mais pé no chão e diz que vê neles não uma amalgama de significados profundos e sim desenhos com valor estético, que seja agradável aos olhos e gostoso de produzir.

“Desenho sombreado, eu poderia dizer que existe todo um significado por trás, mas na verdade não, quando o desenho está pronto ele é bem agradável aos olhos  e é a isso que dou importância. É um conceito legal de ver”.

Ultimamente Gabriel tem agregado outros estilos a seu trabalho, como desenhos mais rabiscados, com formas mais definidas.

Para acompanhar o trabalho do artista, acesse o seu perfil no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Confira a Galeria de Imagens:
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário