A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

17/07/2018 09:00

Em guerra de memes, cuiabano reclama que campo-grandense pega pesado

Rivalidade ganhou a internet há tempos, mas agora os vizinhos dizem que sul-mato-grossense anda apelando

Thailla Torres
Passeando em Campo Grande não se importou com o incômodo dos cuiabanos. (Foto: Reprodução Facebook)"Passeando em Campo Grande" não se importou com o incômodo dos cuiabanos. (Foto: Reprodução Facebook)

A "rivalidade" entre Campo Grande e Cuiabá é assunto batido. Mas em tempos de internet, tem gente que perde a noção do limite e acha que vale tudo. É o que dizem os cuiabanos que resolveram declarar guerra à uma página de memes de Campo Grande, que resolveu atacar Cuiabá chamando todo mundo de feio.

Apesar da popularidade dos memes, nem toda publicação é recebida em tom de comédia nas redes sociais. "Eles só falam que cuiabano é feio, ficam batendo nessa tecla e o pessoal aqui está achando muito chato. Acho que falta criatividade", afirma o publicitário Didier Provenzano, de 32 anos, dono da página de humor cuiababa "Xômano" com mais de 142 mil seguidores no Facebook e 54 mil no Instagram.

Meme produzido pela página Xômano sobre Campo Grande. (Foto: Reprodução Instagram)Meme produzido pela página "Xômano" sobre Campo Grande. (Foto: Reprodução Instagram)

Por aqui, o maior rival é a página "Passeando em Campo Grande". Um dos responsáveis pela página, que têm como regra não se identificar, admitiu as ofensas e diz que apesar da reclamação dos vizinhos, nada vai mudar. "Eles fizeram primeiro e uma seguidora mandou o print, então começamos a fazer (memes) também. Única coisa que eles mexem com a gente é sobre balada e como surgiu a proposta de fazer uma guerra, nossos curtidores abraçaram a ideia", declarou.

Ele também discorda que caracterizar as pessoas como feias é passar dos limites. "A gente não liga, somos acostumados com o pessoal daqui e quanto mais ofendidos, melhor", avisa.

Com uma lista de processos nas costas, o responsável afirma que só há limites quando se trata de uma pessoa, pública ou não, o ataque é sempre coletivo. "Já tivemos processo do pessoal daqui, então a gente preserva figura pública e com pessoas normais a gente não mexe. Nem se a pessoa está bêbada em algum lugar", diz sobre a produção de memes. E o povo parece gostar do mal feito, porque muitas sugestões chegam dos seguidores.

Um dos memes falando sobre os moradores de Cuiabá. (Foto: Reprodução Instagram)Um dos memes falando sobre os moradores de Cuiabá. (Foto: Reprodução Instagram)

A guerra continua - Sem bandeira de paz de ambos os lados, a batalha de memes continua. Mas diferente de daqui, o povo de Cuiabá garante ter motivo de sobra para fazer memes. "Já existe uma rixa porque campo-grandense é muito chato e mais fechado e cuiabano é festa e balada".

Longe de ressentimentos, Didier diz que leva na brincadeira e acredita que seus memes fazem mais sucesso. Segundo ele, na última semana, 50% das mais das 60 mensagens diárias com sugestão de memes, são referentes a Campo Grande.  

Entre os pedidos de "zoação", o principal assunto é balada de campo-grandense. "Toda hora falam que Campo Grande não tem balada, que seis horas da tarde todo mundo está indo embora dormir e que também não recebeu a Copa do Mundo, geralmente é isso que mandam".

Apesar da intenção de provocar, o publicitário que criou a página em 2014 acredita que é necessário saber filtrar o que é relevante na hora de fazer um meme. "Tem um limite, mas esse limite, às vezes, não consigo enxergar e são os seguidores que ajudam. No Instagram, principalmente, já tenho esse filtro. Quando as pessoas acham que pego pesado com as postagens, se eu concordei, apago", pontua.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

As brincadeiras não param quando o assunto é a Copa do Mundo que não veio para Campo Grande. (Foto: Reprodução Instagram)As brincadeiras não param quando o assunto é a Copa do Mundo que não veio para Campo Grande. (Foto: Reprodução Instagram)
Ou sobre as inúmeras farmácias que há na cidade. Ou sobre as inúmeras farmácias que há na cidade.
Também há zoação sobre a falta de balada, segundo os cuiabanos. Também há zoação sobre a "falta" de balada, segundo os cuiabanos.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.