A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

03/03/2018 18:52

Estudante de 11 anos vence concurso e vai mandar desenho para o espaço

Missão Garatéa-ISS vai enviar experimento brasileiro ao espaço no mês de junho

Aline dos Santos e Mirian Machado
Desenho  de Luis Felipe será o emblema da missão.
(Foto: Mirian Machado)Desenho de Luis Felipe será o emblema da missão. (Foto: Mirian Machado)

Aos 11 anos, Luis Felipe Pimenta de Souza, estudante de Campo Grande, venceu concurso nacional e vai mandar um desenho para o espaço. O menino - que dorme em uma cama em formato de foguete, tem roupa de astronauta e um quarto decorado por planetas-, conta que sua arte deve embarcar em junho.

O desenho tem símbolos relacionado ao Brasil e à missão, que vai levar cimento espacial, plástico verde e água. O verde foi representado pela cana-de-açúcar, o cimento em amarelo e a água, pelo planeta Terra.

Orgulhosa, a psicóloga Patrícia Pimenta fala da admiração pelo filho. “Estou 'babando' nele. Ver que está em um caminho bom”, diz.

Ele venceu o concurso da Missão Garatéa-ISS, que vai enviar experimento brasileiro ao espaço. A arte será o emblema da missão. Conforme o edital, a arte campeã viaja em junho e retorna em agosto deste ano. O desenho será devolvido ao vencedor após o retorno da Estação Espacial Internacional.

Luis Felipe faz parte do Clube de Astronomia “Duília de Mello”, da escola Gappe. O grupo homenageia a brasileira que é colaboradora na Nasa. De acordo com Sandra Ferreira, diretora da escola, a física autorizou o uso de seu nome e grava vídeo com tarefas e desafios para os participantes.

“Procuramos incentivar as crianças a desenvolverem trabalhos científicos. Temos clubes de astronomia, ciências, matemática”, afirma.

Neste sábado (dia 3), no Parque das Nações, o clube de astronomia reproduziu o sistema solar e promoveu uma caminhada astronômica. Ocupando a extensão entre o lago principal e a Concha Acústica, a área retrata do sol a Netuno.

“O objetivo é entender a escala dos planetas. A ideia é ser uma fagulha para despertar o interesse em geral. Uma forma divertida de as pessoas de envolverem com o tema”, explica o professor Carlos de Melo, presidente do clube de astronomia. O projeto é aberto ao público, com divulgação dos eventos nas redes sociais.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.