A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

05/03/2018 07:34

Os 15 anos de amizade ganharam baile de debutantes que amigas nunca tiveram

Uma amizade cheia de histórias foi comemorada com festão na Vila São Jorge da Lagoa

Thailla Torres
Amigas debutaram os 15 anos de amizade que surgiu dentro do hospital. Amigas debutaram os 15 anos de amizade que surgiu dentro do hospital.

Da rua, era possível ouvir as gargalhadas e as conversas de quem adora mostrar a felicidade. Quando a porta se abriu, lá estavam 7 amigas, em um cantinho, a espera do Baile de 15 anos, prestes a começar. Naquela noite elas foram as debutantes, a maioria com mais de 35 anos. A festa chegou para debutar o tempo de amizade e celebrar de um jeito que elas nunca tiveram oportunidade.

Tanto nervosismo ao mesmo tempo criou um falatório antes da entrada no salão de festas, todo decorado, na Vila São Jorge da Lagoa. Quem se candidatou a contar a história do grupo, resumiu o que é felicidade entre elas. "Somos amigas na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, realmente, até que a morte nos separe", diz Josefa Alves, de 42 anos.

Uma concordando com a outra, Luciana, Leila, Joelma, Divina, Sandra e Miriam, também completam que não falta sinceridade. "O que a gente tem que falar, diz uma na cara da outra, não temos meio termo", acrescenta Luciana Labanhare, de 39 anos.

Josefa quem preparou uma surpresa para as amigas. (Foto: Paulo Francis)Josefa quem preparou uma surpresa para as amigas. (Foto: Paulo Francis)

Josefa conta que o grupo de amigas "Boas" surgiu, formalizado assim, há 15 anos, quando todas se conheceram no laboratório do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul. As sete são técnicas de laboratório e passaram a dividir, diariamente, no ambiente hospitalar, as angústias e alegrias da vida.

A união é tamanha que elas fazem absolutamente tudo juntas. Sempre que uma conhece um lugar novo, lá estão todas. Se alguém precisa desabafar, as sete param o que estão fazendo para ouvir, nem que seja por alguns minutos.

Até casamento aconteceu por conta da parceria do grupo. Em 2004, Luciana havia se desentendido com o namorado, era apaixonada, mas não queria dar o braço a torcer. Sabendo dos sentimentos da amiga, o restante do grupo resolveu fazer uma surpresa. "Foi aniversário dela, preparamos uma festa e chamamos o Alex. Ele foi o presente que demos pra ela, se reconciliaram e ele a pediu em casamento. Estão juntos há 13 anos", completa Josefa.

Do AVC de um filho a um acidente fatal, as 7 mulheres estiveram de mãos dadas em momentos de dor, união que fez toda diferença. "Tive um filho que sofreu AVC aos 15 anos, foi um momento muito dificil, eu chorava muito, mas o meu dia mudava com a força que elas me davam. Hoje meu filho está bem, comemorando a vida junto com a gente", diz Miriam França, de 51 anos.

Teve até cover do Michael Jackson. (Foto: Paulo Francis)Teve até cover do Michael Jackson. (Foto: Paulo Francis)

Apesar da saudade que o tempo nunca levou, Leila Krauspenhar, de 52 anos, superou o luto de perder dois filhos em um acidente de carro graças a força tarefa das meninas. "Se não fossem elas, nem sei como eu estaria hoje. Perder um filho a gente nunca esquece, é uma dor que não acaba, mas quando a gente tem amigas como elas por perto, a gente consegue voltar a ser feliz".

E grupo se completa com o sorriso de Sandra Costa, de 43 anos, a promoter de viagens da turma que faz questão de organizar os momentos mais divertidos, além da alegria e jeitinho arretado nordestino de Divina Almeida, de 52 anos, que encanta as amigas. Entre elas também há a caçula, Joelma Severo, de 35 anos, que encontrou no grupo ainda menina e levou muito ralo das mais velhas. "A gente cuidava dela como uma filha, mas no fundo é assim com todas, mas a gente a gente faz isso por amor e respeito a nossa amizade".

A mais falante, Josefa, que a todo momento elogiou as amigas, ainda preparou uma surpresa. Depois de desfilarem no salão e receberem as homenagens da família, ela justificou a ausência na última reunião das "Boas" que tradicionalmente acontece toda quinta-feira. "Fiz uma lembrança especial, com presentinho e aqui nestes papéis estão a história de cada uma delas. Todas com suas qualidades e características que fazem todo sentido na nossa amizade", descreve Josefa.

E a festa só aconteceu, porque tem gente nova entrando na turma, a estagiária, Isadora, que ao saber a história do grupo deu a ideia de fazer uma comemoração especial. "Esse é um momento muito especial pra gente. Nunca tivemos uma festa de 15 anos e agora ela vai acontecer", finaliza.

Curta o Lado B no Facebook  e Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.