ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 22º

Comportamento

Pais precisam de R$ 23 mil para cirurgia que vai retirar tumor de Zoe

Filha do meio de Flávio e Pollyana, Zoe completa 3 aninhos no próximo domingo; e cirurgia precisa ser feita em junho

Por Paula Maciulevicius Brasil | 28/05/2020 08:23


No vídeo gravado nessa segunda-feira, os pais Flávio e Pollyana Cazuza resumem a campanha: precisam de R$ 23 mil para a cirurgia de retirada de um tumor no cérebro da filha Zoe, de 2 aninhos. Uma vaquinha virtual está arrecadando doações, além de rifas no valor de R$ 10,00, que estão sendo vendidas pelo WhatsApp, e o prêmio é um voucher de R$ 400,00 na loja Anita Shoes. Para ajudar, basta enviar uma mensagem para os celulares: 9-9166-7003 e 9-9104-7386.

A história deles é um relato de fé na vida em abundância que Zoe ainda tem pela frente. A pequena vai fazer 3 anos neste domingo, é filha do meio do casal. Irmã de Beatriz, de 5 e de Isaac que nasce em agosto. Por resguardo, a família preferiu não expor as fotos das crianças, e daqui a gente imagina como deve ser doce o sorriso de Zoe.

Muito ativa, a ponto de fazer a família criar laços de amizade com prestadores de serviço, como foi o caso do eletricista, que chegou para fazer um reparo, saiu com um abraço da menina, e virou amigo da família, são várias as histórias que ilustram a alegria de viver da garotinha.

Ano passado, em novembro, Zoe passou a ter convulsões que paralisavam o lado esquerdo do corpo. "Durava 30 segundos. Aquilo começou a acontecer todo dia", descreve a mãe, a dona de casa Pollyana Cazuza, de 30 anos.

O atendimento começou pelo SUS, e posteriormente a família colocou a menina como dependente do plano de saúde da avó. "Foi complicado chegar até o diagnóstico, porque convulsão é algo muito sutil, e poderiam ser várias coisas. Começamos a fazer exames mais profundos, e numa ressonância, os médicos encontraram um tumor do lado direito, por isso paralisava o lado esquerdo do corpo", descreve a mãe.

O diagnóstico foi fechado no fim do ano, às vésperas das festas: um tumor cerebral. O pedido feito pelo médico para a cirurgia, segundo a família, foi feito em abril, e expira agora em junho. De acordo com os familiares, os R$ 23 mil correspondem a co-participação no plano de saúde.

"A gente recebeu a resposta do plano na sexta-feira, e ficou meio aéreo, que alternativa tínhamos? Vender o carro? Meu marido trabalha de carro", argumenta a mãe. A data do pedido expira em 22 de junho, por isso a pressa em conseguir o recurso.

A ideia da rifa veio da igreja onde o casal frequenta e o alcance tem feito os olhos deles lacrimejar. "A gente foi muito surpreendido por Deus, tem gente até da França ajudando. Não tem como a gente explicar", comenta.

O principal medo quanto à rifa era o "mercado". Para quem eles iriam vender? Flávio é autônomo, marceneiro, e Pollyana, dona de casa. "Isso limita o nosso círculo, porque não tem o pessoal da empresa, do trabalho. Só que Deus é maravilhoso", fala.

Pela extensão do tumor, cerca de 5cm como um "ovo de galinha", exemplifica o casal, a cirurgia não vai retirar totalmente. O procedimento será feito através da neuronavegação, que de uma forma bem simples "é como se o neurocirurgião conseguisse ver o cérebro em uma imagem 3D, bem detalhada", explica a mãe.

Depois da cirurgia, só mesmo o pós-operatório vai dizer como Zoe ficará. A família já se prepara para a quimioterapia e o acompanhamento posterior.

A "vida em abundância" que falamos lá no começo diz muito sobre eles: a família toda. Antes mesmo de saber que Zoe estava a caminho, o casal havia feito um combinado. Quando engravidasse novamente, os nomes seriam Julia ou Davi. "Um dia minha filha mais velha estava assistindo um desenho e tinha uma Zoe, meu marido achou o nome lindo e eu falei do significado: vida em abundância, em grego, uma vida que só Deus pode dar", recorda.

Eles então resolveram que caso tivessem outra filha, chamariam de Zoe. "Uma semana depois eu engravidei. A gente ficou muito abismado, é como se Deus tivesse esperado a gente descobrir o nome que queria dar para mandar ela. É um nome forte, e ela é muito forte. É uma criança incrível, e realmente cheia de vida", finaliza a mãe.

A vaquinha pode ser acessada clicando aqui. Para comprar a rifa, você também pode enviar um WhatsApp para os celulares: 9-9166-7003 e 9-9104-7386.