A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

01/03/2017 21:17

Com diferença de 0,6 ponto, Vila Carvalho é tetracampeã do Carnaval

Hegemonia da escola de samba em Campo Grande foi comprovada com mais uma vitória em 2017, somando 23 títulos na história

Nyelder Rodrigues e Paula Maciulevicius
Torcida da Vila Carvalho comemora mais um título da escola no Carnaval de Campo Grande (Foto: Alcides Neto)Torcida da Vila Carvalho comemora mais um título da escola no Carnaval de Campo Grande (Foto: Alcides Neto)

Sob a guarda do santo guerreiro e seu padroeiro São Jorge, tema usado no desfile realizado na terça-feira (28), a Unidos Vila Carvalho conquistou o tetracampeonato do Carnaval 2017 de Campo Grande com uma diferença de apenas 0,6 ponto sobre a segunda colocada, a escola Deixa Falar, que surpreendeu neste ano.

Com nove alas e três carros alegóricos, a escola de samba foi reconduzida ao lugar mais título com pontuação de 267,3, enquanto a Deixa Falar fez 266,7. Em terceiro lugar ficou a Catedráticos do Samba, com 261,5 pontos, seguida pela tradicional Igrejinha, que conseguiu apenas 260,9 pontos.

Já em quinto e sexto lugar, foram rebaixadas as escolas de samba Unidos do Cruzeiro e Cinderela Tradição, com respectivamente 256,7 e 246,7 pontos. Coincidentemente, as duas foram as escolas que desfilaram no primeiro dia do Carnaval na Praça do Papa, revezando-se com as escolas do grupo de acesso.

No acesso, a vencedora foi a Unidos do São Francisco, que desbancou a escola Unidos do Aero Rancho. Entretanto, a vaga no grupo especial em 2018 não está garantido, já que além do título, ela precisa obter 80% da contagem de pontos em determinados quesitos definidos pelo regulamento, entre eles a Bateria, por exemplo.

Público lotou a Praça do Rádio para acompanhar a apuração do Carnaval (Foto: Alcides Neto)Público lotou a Praça do Rádio para acompanhar a apuração do Carnaval (Foto: Alcides Neto)

Campeã - No desfile, a Vila Carvalho contou com apoio da maioria do público, como costumeiramente acontece nos carnavais campo-grandenses. A escola entrou na avenida com o samba-enredo "Salve Jorge Guerreiro da Vila", padroeiro do grupo.

Na comissão de frente, dançarinos representavam Ogum, como é conhecido São Jorge nas religiões afro. O primeiro carro alegórico representava a Capadócia, cidade onde nasceu o santo. As baianas vieram de princesa, porque segundo a fé, ele lutou contra um dragão para salvar a vida dela.

"Não era esperado, porque a Catedráticos saiu linda demais. A Deixa Falar, que eu não sei o que contava o enredo dela, a Cruzeiro, saíram lindas demais", comenta o presidente da Vila Carvalho, José Carlos Carvalho, que ainda completa.

"O povo tem a lenda que luxo é o que conta, mas não é. O que conta é enredo. Se o enredo mandar sair de chinelo, saia. Mas estou satisfeito de ver todas as escolas saírem lindas, mesmo sem dinheiro", frisa o carnavalesco.

Vice e Catedráticos - A Deixa Falar ficou em segundo com o enredo "Tem cheiro de camalote, tem gosto de tarumã", que homenageou os 50 anos do Grupo Acaba. A escola foi quem fechou os desfiles.

Apuração começou às 19h20 e, além do título da Carvalho, cravou o rebaixamento da Unidos do Cruzeiro e Cinderela e Tradição (Foto: Alcides Neto)Apuração começou às 19h20 e, além do título da Carvalho, cravou o rebaixamento da Unidos do Cruzeiro e Cinderela e Tradição (Foto: Alcides Neto)

Contando com a presença dos homenageados e com 11 alas e três carros alegóricos, o desfile da Deixa Falar teve a comissão de frente inspirada nas flores de camalote, folclore pantaneiro e o homem boiadeiro.

Já a Catedráticos se inspirou na Colônia Paraguaia para alcançar um festejado terceiro lugar. A comissão de frente trouxe um grupo de dança folclórica com figurino para marcar a valorização da renda usado pelos paraguaios.

Lado a lado, bandeiras do Paraguai, Brasil e Mato Grosso do Sul mostraram a união de povos e a criação de uma cultura plural. Ao todo, a escola levou ao desfile na avenida Alfredo Scaff três carros alegóricos.

Para a presidente da Catedráticos, Marlene Pereira de Barros, a terceira colocação é muito boa. "No ano passado também pegamos a terceira. Quem sabe ano que vem a gente sobe mais um pouquinho", resume a carnavalesca.

Apesar de festejar, a escola questionou os jurados em relação às notas da Deixa Falar. Com três 10 no quesito Bateria, os integrantes da Catedráticos argumentaram que a bateria dela não estava fantasiada, ponto rebatido pela adversária.

"Todos os 52 integrantes estavam fantasiados em homenagem ao Grupo Acaba. Com camiseta, calça e sapatilha", sustenta o diretor de Carnaval da Deixa Falar, Alan Catarinelli. Ele também ressaltou que é uma grande emoção levar o segundo lugar, apesar das dificuldades financeiras. "E levamos graças à garra e à luta que chegamos neste resultado".

A premiação do Carnaval será entregue já na sexta-feira (3), a partir das 19h, no mesmo local em que ocorreram as apurações, a Praça do Rádio Clube, que entre as ruas Barão do Rio Branco, Pedro Celestino, Padre João Crippa e avenida Afonso Pena.

Tetracampeonato é recebido com muita alegria pela Unidos da Vila CarvalhoTetracampeonato é recebido com muita alegria pela Unidos da Vila Carvalho
Fé no padroeiro São Jorge inspirou enredo deste ano (Foto: Alcides Neto)Fé no padroeiro São Jorge inspirou enredo deste ano (Foto: Alcides Neto)



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.