A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

02/04/2019 07:19

O Bom do Videogame é jogo de tabuleiro dos tempos das locadoras

Fernando Fenero
“O Bom do Videogame”, um jogo de tabuleiro moderno. “O Bom do Videogame”, um jogo de tabuleiro moderno.

Sexta-feira era um dia especial para todo jogador de videogame da década de 80 e 90, já que  reinavam as locadoras, ambientes onde vários consoles eram montados em televisores de tubos, e as horas jogadas eram vendidas a um preço camarada. Além disso haviam as promoções para o final de semana, quando a gente alugava os jogos e só devolvia na segunda-feira.

Existe toda uma cultura sobre essa época e como ela marcou as gerações de gamers do passado. Praticamente todos têm uma história sobre as locadoras e relatos das coisas que aconteciam por lá. Conversar sobre isso com alguém que tenha vivido essa era gera automaticamente uma grande nostalgia, e aquele sentimento de que o que é bom, não volta mais.

E para inundar nossos corações com a legítima nostalgia gamer que foi desenvolvido o boardgame “O Bom do Videogame”, um jogo de tabuleiro moderno que usa esse universo como tema da jogatina.

Nele, o jogador vai viver (ou reviver) a pele de uma pessoa ainda na infância, que tem as missões de buscar o máximo possível de títulos para jogar e vencer, não sem a ajuda das saudosas revistas de videogames e seus detonados, e cuidando da relação com os pais e com os estudos.

A mecânica da jogatina é toda trabalhada para que a experiência de jogo seja muito nostálgica, relembrando as idas nas locadoras e da ferrenhas disputas que aconteciam na época. Se antigamente nós tínhamos que abrir o recinto junto com os proprietários para conseguir um cartucho desses que saia com freqüência, em “O Bom do Videogame” você deve ser rápido para conseguir os jogos antes dos seus adversários.

O jogo tem o suporte de cartas com ilustrações coloridas e com um visual que remete a arte da época com vários elementos sendo resgatados, como a forte influência dos quadrinhos americanos e dos mangás japoneses.

Praticamente todos os grandes títulos da época e até mesmo alguns modernos são representados nas cartas de jogos em versões próprias para “O bom do videogame”, contando com praticamente todos os gêneros de jogos: Luta, Tiro, RPG , Plataforma e Esportes divididos em níveis Fácil, Médio e Difícil.

Com partidas de aproximadamente 90 minutos, e contando com a possibilidade de jogar de 2 até 5 jogadores, “O Bom do Videogame” resgata não só a nostalgia, mas também a preocupação de se manter o equilíbrio entre estudo, coisa que muita gente que viveu a época vai entender. Ganha o jogador que Zerar e Jogar mais jogos, acumulando mais pontos e consagrando quem for o bom do videogame da turma.

O financiamento do jogo será feito por meio da plataforma Catarse, no dia 14 de Agosto de 2019, coincidindo com a data da chegada dos videogames de 16 bits no ocidente.

Conheça o Video Game Data Base, o museu virtual brasileiro dos videogames. A coluna de games do Lado B tem o apoio do Expo Video Game.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.