ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  26    CAMPO GRANDE 22º

Games

Você pode nem conhecer, mas o puzzle Libble Rabble está de volta

Por Ricardo Syozi | 16/11/2021 07:35
Durante os confrontos, muitos tesouros acabam surgindo na tela.
Durante os confrontos, muitos tesouros acabam surgindo na tela.

Lançado no distante ano de 1983 nos arcades japoneses, Libble Rabble é um jogo do gênero puzzle no qual o jogador deve controlar duas entidades distintas que precisam envolver os inimigos em espaços para derrotá-los.

Durante os confrontos, muitos tesouros acabam surgindo na tela, aumentando a quantidade de pontos que o jogador poderá acumular caso decida sair de seu caminho para pegá-los. A jogabilidade é extremamente simplista, porém oferece uma gama de desafios para quem quer buscá-los neste game fácil de jogar, mas difícil de dominar.

Essa criação recebeu o design de Toru Iwatani, criador do fantástico Pac-Man. Trouxe gráficos mais complexos (para a época), cores vivas e uma música que simplesmente não sai da cabeça de quem jogou algumas partidas. Libble Rabble foi lançado pela Namco, alcançou um certo sucesso, mas hoje em dia é praticamente esquecido pelos gamers por aí.

Felizmente, a Hamster lançou para PS4 e Nintendo Switch a versão de Arcade Archives de Libble Rabble. Oferecendo novas partidas para todo tipo de jogador, do mais saudosista ao mais curioso. Com um preço de US$ 7,99, o jogo pode ser adquirido nas lojas digitais de ambos consoles. Aqui no Brasil, a versão de Nintendo Switch está custando R$ 42,90.

A questão que fica é se está na hora de você conhecer esse charmoso game ou se vai deixar passar para encarar algo mais nostálgico para si mesmo. Como um fã de jogos retrôs, é claro que vou dar uma chance para Libble Rabble. Lembro de ter jogado pouco em minha infância, mas adoraria dar uma nova chance, pois se tem o dedo do criador de Pac-Man, o jogo não deve ser péssimo.

E você? Vai conhecer essa nova adição do Arcade Archives?

Conheça o Video Game Data Base, o museu virtual brasileiro dos videogames.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário