A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

29/12/2017 07:35

Conhecido por divulgar sabores de MS, chef vai representar o Estado na Sapucaí

Paulo Machado é famoso por levar a gastronomia regional e brasileira para todos os cantos do mundo

Thaís Pimenta
Paulo Machado no Instituto em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)Paulo Machado no Instituto em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)

Paulo Machado é um dos principais nomes à levar a gastronomia regional a outras regiões brasileiras e ao exterior. Nascido em Campo Grande, estudou no Brasil e França, na UAM e Institut Paul Bocuse, depois se tornou Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo. Para ele, "este foi o ano da gastronomia campo-grandense, com toda certeza", diz ele.

Mesmo tendo experiência em restaurantes nacionais e internacionais, dedica-se hoje exclusivamente a trabalhar na área de pesquisa e turismo, com cursos por aqui no Instituto Paulo Machado, além de organizar foodsafaris - viagens para destinos escolhidos a dedo, exclusivos, com foco na gastronomia local, e que agregam relevância cultural. 

Paulo foi até convidado para representar Mato Grosso do Sul na Sapucaí. “Vou desfilar no carro dos chefs do Brasil na escola União da Ilha, com o tema gastronomia: Brasil bom de boca, isso na segunda-feira de Carnaval”.

Machado juntou-se ao grupo Sake Brewery Tour para estudar a produção de sake na região de Okayama. (Foto: Acervo Pessoal)Machado juntou-se ao grupo "Sake Brewery Tour" para estudar a produção de sake na região de Okayama. (Foto: Acervo Pessoal)

Antes de ser chef, Paulo é um verdadeiro cidadão do mundo, muito por influência de sua família. Começou o ano em uma viagem à lazer em Cuba, para passar a virada de 2016 para 2017.

Em fevereiro, partiu para a Bahia, para cozinhar com o chef Franz Corralez na ilha de Itaparica durante o Carnaval e logo depois foi para o Japão. “Era meu destino dos sonhos. Participei de uma expedição de sake com um grupo de empresários do Rio de Janeiro”. A viagem lhe rendeu contatos que vão receber os viajantes do Food Safari Japão, marcado para acontecer na ilha em 2019.

O chef foi professor durante 2017 e começou a ministrar aulas de gastronomia na universidade FMU em São Paulo em março, quando também foi orador na homenagem realizada pela Acrissul a comemoração pelo centenário de nascimento do avô, o Dr. Paulo Coelho Machado, que deixou um legado histórico para a cidade de Campo Grande.

Em maio foi parar nas telinhas, em um dos realitys mais bombados do mundo. “Participei como jurado do programa MasterChef Brasil no episódio sobre a cozinha do Centro-Oeste e ensinei os participantes a fazer o Macarrão de Comitiva”, relembra.

 

 

Paulo à direita, no Masterchef. (Foto: Divulgação)Paulo à direita, no Masterchef. (Foto: Divulgação)

O primeiro Brasil FoodSafaris de 2017 levou os participantes para as ruas e restaurantes da Capital Paulista também em maio, o segundo aconteceu em junho, na cidade de Campina Grande, em Paraíba. “Lá visitamos a fazenda de queijos premiados do Laticínio Grupiara em Taperoá”, comenta.

Mas um dos fatos mais marcantes do ano que se encerra aconteceram em julho. “Dei a MasterClass de cozinha brasileira na escola kasher Dan Gourmet em Telaviv, em Israel. E realizamos nosso primeiro FoodSafari na Europa, pela Catalunha com destaque a visita as oliveiras centenárias que produzem azeites premium de pequena produção Nousegons”.

Setembro e outubro reservaram surpresas especiais para o chef. O projeto FoodSafaris recebeu o prêmio Braztoa e Sebrae de melhor startup em Gastronomia do Brasil no Salão do Turismo em São Paulo. "Foi surpreendente receber esse prêmio, nos deus gás pra continuar nesse projeto, investindo nossas energias".

Também na Capital paulista, o chef esteve a frente da aula magna sobre Mato Grosso do Sul dentro do maior evento de gastronomia da América Latina, o "Mesa Tendências", durante a semana Mesa SP. "É importante demais ter esse reconhecimento sabendo que existem tantos outros profissionais competentes no nosso estado".

Em novembro o seu projeto de viagens gastronômicas levou uma galera para a Amazonia. Ficaram hospedados na reserva ecológica Mamirauá, cozinharam com os morados da região. "Também participei do FEGASA em Corumbá, com duas aulas especiais de cozinha pantaneira".

No último mês do ano, Paulo Machado foi para Bonito. "Apresentei o evento CATA Guavira". Em janeiro de 2018, o chef completa um ano como colunista da "Terra Estrangeira", na revista Menu. Na página, ele se permite viajar pelas memórias relatando situações gastronômicas que já viveu por aí. 

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.