A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

02/11/2018 08:53

Nome é homenagem de Munhoz às filhas em marca de linguiças que mudou sua vida

Thaís Pimenta
Munhoz mostra como a linguiça é entregue ao cliente, congelada. Basta colocar para assar e pronto! (foto: Thais Pimenta)Munhoz mostra como a linguiça é entregue ao cliente, congelada. Basta colocar para assar e pronto! (foto: Thais Pimenta)

Poderia ser apenas mais uma marca de linguiças brasileiras, mas a história por trás das Linguiças Larianna caminha lado a lado com a vida de José Fernando Munhoz, paulista que, aos 56 anos, decidiu mudar de vida e até a estabilidade financeira para ser feliz de um jeito mais simples.

Com a saúde debilitada, obesidade e outros problemas que surgem com o excesso de peso, Munhoz já vinha se sentindo estressado há anos. "Viajava muito esse Estado por causa do trabalho, rodava 2 mil quilômetros por semana, era uma rotina difícil e notei que o pessoal da área não respeita a gente por conta da idade, somos um peso no mercado".

A rotina intensa estava prejudicando o único bem construído durante os 56 anos de vida: a família. "Não conseguia ver minhas netinhas. A mais nova nasceu agora e eu espero poder acompanhar o crescimento dela". Emocionado, com lágrimas nos olhos, ele fala que o nome "Larianna" é uma homenagem às duas filhas.

"Para mim a família é uma coisa intocável. Criei minhas filhas para valorizarem as famílias que construíram. Elas sempre foram meninas muito boas, me apoiarem em tudo, inclusive nisso. Comecei a produzir as linguiças nos fundos da casa da mais velha, pra você ter ideia", conta ele, a respeito de Larissa e Anna, que estão presentes na loja do pai em um porta-retrato na mesa da recepção.

A linguiça Cuiabana assada, com queijo caipira como recheio, que chega a vazar da carne. (foto: Thais Pimenta)A linguiça Cuiabana assada, com queijo caipira como recheio, que chega a vazar da carne. (foto: Thais Pimenta)

Além das filhas, a professora e esposa de  Munhoz, Cláudia, foi quem notou a infelicidade do marido e sugeriu que ele finalmente aprendesse a fazer a linguiça com a qual tinha se encantado em uma das visitas a sua terra natal, Votuporanga. 

"Tenho um amigo que faz a linguiça que eu vendo aqui, a Cuiabana, só que a ele tem outro nome, apesar da receita ser igual. A primeira vez que experimentei fiquei com aquilo na cabeça, de que trabalhar com isso podia ser interessante, mas deixei de lado porque já tinha meu trabalho no setor farmacêutico. Até que um belo dia eu decidi passar uns dias na casa dele pra aprender, e fui".

A grande diferença da linguiça Cuiabana da Larianna é o queijo, que chega a vazar da carne de tão recheado que é. "Tem muita linguiça com queijo por aí mas essa daqui é diferente. É queijo caipira que recheia ela, coisa boa demais".

Da produção nos fundos da casa de Ana, faz um ano que Munhoz tem o cantinho da própria loja no bairro Monte Líbano, em um prédio antigo, que serviu como sapataria desde sua construção, e hoje é a sede das Linguiças Larianna. 

Na mesa do trabalho, homenagem é lembrada em porta retrato. (foto: Thaís Pimenta)Na mesa do trabalho, homenagem é lembrada em porta retrato. (foto: Thaís Pimenta)

Com um ajudante, é Munhoz quem prepara a linguiça Cuiabana, além dos outros dois sabores - receitais autorais de Munhoz-, suína e Sertaneja. "A Sertaneja é só carne bovina sem recheio", explica ele, que afirma que é possível adicionar pimenta sob encomenda.

Além das linguiças, na loja ele também vende hambúrgueres caseiros feitos a partir do queijo e da carne da linguiça Cuiabana e espetinho, tudo pronto para assar, vendido congelado. 

O quilo da linguiça, independendo do tipo, sai a R$ 25,00. A unidade do hambúrguer custa R$ 2,00 e o espeto sai a R$ 3,00, mas pode ser adquirido na embalagem com cinco unidades a R$ 15,00.

Avaliando o presente, Munhoz se emociona, mais uma vez, e acredita que cada coisa acontece no tempo que tem de acontecer. "Hoje eu estou muito mais feliz. Acordo no meu horário, cuido de mim, da minha saúde, venho pra cá, preparo as linguiças, saio no horário e vou cuidar da minha família".

O próximo passo é levar a Larianna para os restaurantes da cidade servirem as receitas tão especiais de Munhoz. A loja fica na rua Aluízio de Azevedo com a Senador Ponce, próximo ao Comper da Rua Rui Barbosa.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Prédio onde hoje fica a loja abrigava uma sapataria. (foto: Thais Pimenta)Prédio onde hoje fica a loja abrigava uma sapataria. (foto: Thais Pimenta)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.