A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 26 de Abril de 2019

30/01/2019 17:43

Documentos atribuídos à Vale falam de risco de incidente "catastrófico" em MS

O site Tecmundo recebeu arquivos de uma fonte anônima que mostram como a Vale trada de incidentes da empresa

Tatiana Marin
Documento que trata do incedente da Vale em Corumbá. (Foto: Reprodução/Tecmundo)Documento que trata do incedente da Vale em Corumbá. (Foto: Reprodução/Tecmundo)

Um incidente que aconteceu no dia 5 de janeiro, em unidade da subsidiária da Vale em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, foi classificado como "potencialmente catastrófico" conforme apontam documentos atribuídos à empresa. As informações foram divulgadas pelo site Tecmundo, um dos mais respeitados no Brasil em relação à tecnologia. Segundo o veículo, hackers se aproveitaram de uma falha de segurança no sistema, copiaram os documentos e enviaram ao site.

De acordo com um dos relatórios, o problema ocorreu no dia 5 de janeiro, quando a equipe se preparava para trabalhar em mina subterrânea no Maciço do Urucu, “a equipe de perfuração iniciou a atividade [...] 1:00h. Após realizar sete furos de cinco metros perceberam uma movimentação lateral direita da galeria, e decidiram parar a atividade e recolher as hastes que estavam no furo e em seguida houve queda de material na lateral do equipaemento (sic)”. No momento não aconteceu nada, mas o relatório classifica como  "quase incidente", com "potencial catastrófico para saúde e segurança".

O incidente em questão não é relacionado a barragens e bacias de contenção, mas, de acordo com os hackers, “os documentos internos mostram como a Vale lida e categoriza incidentes que aconteçam com funcionários ou ambientais”, diz trecho de mensagem enviada ao site Tecmundo, junto com com cerca de 40 mil documentos em uma pasta de 50 MB. Os arquivos foram recebidos na terça-feira (29), de uma fonte anônima.

“Um dos documentos relata assalto a mão armada em um duto, e não houve registro de ocorrência policial posterior”, ressaltou a fonte na mensagem ao TecMundo.

Entre os documentos há incidentes de segurança que aconteceram entre 2017 e 2019 em áreas da Vale no Brasil, Canadá, Moçambique, Nova Caledônia e Indonésia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions