ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  02    CAMPO GRANDE 15º

Meio Ambiente

No Dia da Biodivesidade, grupo convoca homenagem com fotos do Pantanal

Com a hashtag #BiodiversidadedoPantanal, poste fotos de animais e plantas do bioma nas redes sociais

Por Lucia Morel | 22/05/2020 06:10
Campanha visa despertar sobre preservação do bioma. (Foto: Arquivo Programa Corredor Azul)
Campanha visa despertar sobre preservação do bioma. (Foto: Arquivo Programa Corredor Azul)

No Dia Internacional da Biodiversidade a homenagem do sul-mato-grossense é para o Pantanal. A ideia é postar nas redes sociais a foto de um animal ou planta com a hashtag #biodiversidadedopantanal, comemorar a data e ainda celebrar a fauna e a flora da maior planície alagada do mundo.

A iniciativa é da Wetlands International Brasil, que mantém o programa Corredor Azul, que beneficia o Pantanal através de estudos e ações de proteção ambiental.

Dados do MMA (Ministério do Meio Ambiente), o bioma é riquíssimo em biodiversidade e abrigando, inclusive, espécies não conhecidas. Oficialmente são pelo menos 263 espécies de peixes, 41 de anfíbios, 113 de répteis, 463 de aves e 132 de mamíferos.

Há ainda quase 2 mil espécies de plantas já foram identificadas e classificadas de acordo com sua potencialidade e “algumas apresentam vigorosa capacidade medicinal”, conforme a entidade, localizada nos Países Baixos.

A Wetlands International ainda destaca as comunidades tradicionais da região, como indígenas, quilombolas, comunidades pesqueiras e ribeirinhas.

A flora pantaneira é riquissíma. (Foto: Arquivo Programa Corredor Azul)
A flora pantaneira é riquissíma. (Foto: Arquivo Programa Corredor Azul)

Diante de tanto o que mostrar, o coordenador de comunicação da Wetlands International Brasil, Lennon Godoi, diz que “uma campanha como essa é importante para lembrarmos de toda riqueza e também para conscientizar da importância da conservação do Pantanal”.

Risco – O Pantanal é considerado a maior área úmida de água doce do planeta com área aproximada de 179.300 km², sendo 78% no Brasil, 18% na Bolívia e 4% no Paraguai.

No entanto, apenas 4,6% do Pantanal encontra-se protegido por unidades de conservação, dos quais 2,9% correspondem a UCs de proteção integral e 1,7% a UCs de uso sustentável, segundo o MMA.

Assim, o bioma vem sendo muito impactado pela ação humana, seja pela atividade agropecuária, grande incidência de queimadas nos últimos anos e desmatamento.

Graças, no entanto, a ações de preservação, o Pantanal, de acordo com o PMDBBS (Programa de Monitoramento dos Biomas Brasileiros por Satélite), tem cerca de 80% de sua cobertura vegetal nativa.