A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

19/07/2017 12:43

Parque das Nações ganhará bosque em homenagem aos 40 anos de MS

Priscilla Peres
Parque das Nações Indígenas é o maior da Capital. (Foto: Marcos Ermínio/arquivo)Parque das Nações Indígenas é o maior da Capital. (Foto: Marcos Ermínio/arquivo)

Mato Grosso do Sul completa 40 anos no próximo dia 11 de outubro e, entre as comemorações, ganhará um bosque de espécies nativas no Parque Nações Indígenas, em Campo Grande. A ação é da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária) que também chega as quatro décadas este ano.

O projeto surge em parceria com o governo do Estado, que cedeu uma área localizada próximo as obras do Aquário do Pantanal, mas será financiado e executado pela Famasul. Serão plantadas 40 mudas de espécies nativas e outras 40 de ipês, considerada simbolo do Estado.

O superintendente do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Lucas Galvan explica que além do marco comemorativo a ideia é de que o espaço seja voltado para a educação ambiental. "As árvores vão ser identificadas e poderá ser utilizada para educação, em especial para uqe os estudantes possam conhecer".

Lucas explica que o projeto está pronto e as obras devem começar na próxima. O Bosque dos 40 anos será cercado e terá um portal de entrada, mas será aberto ao público. "O projeto vai ocupar 3 mil m² do parque e será um bosque para marcar os 40 anos do Estado", afirma o secretário de Estado, Jaime Verruck.

O projeto foi feito com o apoio do técnico agrícola e jornalista Pedro Spíndola, que ainda quer construir 40 bosques em todo o Estado. Além da Famasul ele tem contatado outras entidades que apoiem a ideia, para criar um marco no próximo aniversário de MS.

Comemorações - Além do Bosque, a Famasul terá diversas ações em comemoração aos seus 40 anos. Lucas Galvan destaca que será criado um Centro de excelência de Bovinocultura de Corte em parceria com a Embrapa de Campo Grande, com o objetivo de capacitar mão de obra local.

"Vai ser um espaço de referência nacional para capacitação de mão de obra voltada para atuar na área rural do Estado", conta Lucas ao dizer que o projeto é do Senar nacional com a ideia de ressaltar a cultura mais forte de cada estado.

Também será lançando um livro sobre os 40 anos da instituição e como ela contribuiu para o desenvolvimento estadual. Além disso, pela primeira vez este ano a Famasul realiza um prêmio de jornalismo.

Bosque terá 40 ipês. (Foto: João Carlos Castro/Famasul)Bosque terá 40 ipês. (Foto: João Carlos Castro/Famasul)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions