A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

18/12/2014 15:34

Acordo garante projetos da conclusão de Aquário e reforma de Reinaldo

Edivaldo Bitencourt e Leonardo Rocha
Após muita polêmica, deputados definem organograma de votação (Foto: Marcos Ermínio)Após muita polêmica, deputados definem organograma de votação (Foto: Marcos Ermínio)

Após muita polêmica, os deputados estaduais fecharam um acordo que garante a aprovação da maior parte dos projetos encaminhados pelo governador André Puccinelli (PMDB) e pelo governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB). Cinco projetos ficam para 2015.

Entre os polêmicos, os deputados já aprovaram, inclusive, o que garante a conclusão da obra do Aquário do Pantanal. Pela proposta, R$ 34 milhões das compensações ambientais ficam vinculados ao empreendimento.

Os deputados aprovaram, por unanimidade, a reforma administrativa de Reinaldo, que prevê a redução no número de secretarias de 15 para 13 e a criação de pastas, como a Casa Militar e a Controladoria Geral do Estado.

O Orçamento Geral do Estado, que prevê pouco mais de R$ 13 bilhões para 2015, também foi aprovado.
Pelo acordo fechado há pouco, o governador retirou da pauta os projetos que retiraram 10% da gratificação dos praças da Polícia Militar; o que institui a Política Estadual da Cultura; cria o Sistema Estadual de Cultura; cria 21 cargos na Agepan (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos) e troca a nomenclatura de cargos na Secretaria de Fazenda, que envolve os fiscais de renda e agentes tributários.

A votação dos projetos começou durante a primeira sessão extraordinária, que começou por volta das 15h desta quinta-feira (17). De manhã, os deputados aprovaram a indicação do deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) para o Tribunal de Contas do Estado. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions