A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/01/2013 10:53

Alcides Bernal ameaça reabrir lixão, problema que durou quase 30 anos

Paula Maciulevicius e Luciana Brazil
Durante visita, Bernal disse que vai analisar, mas que não pode descumprir uma ordem judicial. (Foto: Rodrigo Pazinato)Durante visita, Bernal disse que vai analisar, mas que não pode descumprir uma ordem judicial. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Na primeira visita ao aterro sanitário, o prefeito Alcides Bernal (PP) disse que cogita reabrir o lixão, fechado em dezembro do ano passado. O local, problema que levou quase três décadas para ter uma solução, pode voltar a funcionar na nova administração.

Hoje pela manhã, durante a visita, Bernal disse que vai analisar a situação, mesmo tendo lembrado que existe uma determinação judicial para fechamento do lixão. Com o fechamento anunciando em 18 de dezembro, o local tem sido desde então, palco de confusões. No dia em que os catadores foram impedidos de entrar, houve confronto com a Polícia Militar e a Guarda Municipal. O saldo foram trabalhadores presos e outros feridos.

Para reivindicar vagas para trabalhar e estrutura dentro da (UTR) Unidade de Tratamento de Resíduos, desde o dia 28 de dezembro, um grupo de ex-catadores invadiu e se instalou em uma área à frente do lixão. Bernal disse hoje que vai analisar a situação e ver a possibilidade da fazer a inscrição deles pela Emha (Empresa Municipal de Habitação) e pela Secretaria de Assistência Social.

Acompanhado do secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Semy Ferraz, da secretaria de Assistência Social, Thaís Helena, do vice-prefeito, Gilmar Olarte e do vereador líder do Prefeito na Câmara, Marcos Alex (PT), toda a administração teceu críticas a forma como o lixão foi fechado e ao funcionamento da usina.

Bernal, que primeiro conversou com a imprensa na entrada do lixão, seguiu para onde funciona o aterro sanitário e posteriormente para a Unidade de Tratamento de Resíduos. O prefeito declarou que a estruturação do aterro sanitário foi feita como medida paliativa “mais para justificar do que para resolver o problema”.

Quanto à estrutura da unidade, segundo o prefeito, apenas 15% das obras estão prontas. Sobre o galpão construído no aterro, ele declarou ainda que aquilo "não significa nada".

Alcides Bernal ressaltou que há catadores sem receber pelo trabalho há 15 dias. “Vamos providenciar alguma coisa que possa resolver o problema”, disse. Ele afirmou que não quer que os trabalhadores da administração dele vivam essa realidade.

A questão ambiental também está comprometida. Em análise feita nesta manhã, o prefeito disse que há material reciclável enterrado onde não deveria.

Segundo pronunciamento do prefeito, a Funasa (Fundação Nacional de Saúde) vai fazer um laudo da situação tanto do aterro e da UTR. Bernal determinou que as secretarias de Assistência Social e Infraestrutura, Transporte e Habitação, estejam focadas na área e façam os levantamentos necessários.

Para o secretário Semy, que comparou a UTR ao coração da triagem, nos cinco mil metros quadrados da unidade, a prefeitura anterior não cumpriu com o acordo, que era o de terminar a obra.

Semy explicou que foram R$ 2 milhões destinados para a obra e R$ 3 milhões para equipamentos. O maquinário completou o secretário, é de responsabilidade da concessionária. Já a parte da obra na unidade, Semy Ferraz disse não haver nenhum contrato.

A nova administração falou sobre o modelo que já está sendo aplicado ali, de Parceria Pública Privada (PPP). “Se continuar com este modelo, a prefeitura tem que concluir a obra e a empresa colocar os equipamentos. Se mudar, a concessionária será responsável por tudo”.

Do ponto de vista ambiental, o vereador Marcos Alex (PT) disse que a situação é inaceitável. Ele comentou que a intenção do prefeito é de se reunir com os órgãos competentes como MPE e Funasa. “É uma questão que não depende da Câmara, é uma questão social”.



Esta aí a mudança tão esperada, ele (Alcides) não tem diálogo com a câmara, reclama do ex-prefeito, era exatamente o que eu esperava, uma administração de retrocesso, arcaica e individualista.
 
Évio dos Anjos Silva em 09/01/2013 07:49:41
QUE ADIANTOU O EX PREFEITO FECHAR O LIXÃO SEM TERMINAR A USINA, FAZER AS COISAS AS PRESSAS É ISSO QUE DÁ, O BERNAL ESTÁ CERTO TEM QUE REABRIR E FECHAR JÁ COM O PESSOAL ENCAIXADO EM OUTRO SERVIÇO, ISSO NÃO SE FAZ COM OS MAIS HUMILDES, PARABÉNS BERNAL
 
claudio ramos em 09/01/2013 07:37:53
VAI TRABALHAR BERNAL, ARRUME SERVIÇOS PRA ESTAS PESSOAS, DO LIXÃO VC NÃO DISSE QUE RESOLVERIA , TODO CASO DA CIDADE. ENTÃO ARREGASSE AS MANGAS E TRABALHE. SEU TALZINHO...
 
ELY MONTEIRO em 08/01/2013 22:17:22
BERNAL É UM FANFARRÃO ATÉ AGORA SÓ VEJO CRÍTICAS. PARA TUA ESTRELA BRILHAR TEM QUE APAGAR A DOS OUTROS? ALEX DO PT É UM FANFARRÃO, POIS FEZ PARTE DA ADMINISTRAÇÃO PASSADA...ERA VEREADOR, E PORQUÊ CONCORDOU COM O QUE CRÍTICA AGORA??? FRANCAMENTE.....
 
JOELSON SANTOS em 08/01/2013 22:12:23
E o que foi feito feichando o lixão realmente resolveu os problemas daquelas famílias??Talvez um site de informações como o Campograndenews podia lançar algumas idéias,,
Incrivel como alguns parecem torcer contra a qualquer atitude do Prefeito Bernal,
e decepcionante ''Veiculos jornalisticos'' que não conseguem manter uma imparcialidade e acabam lançando somente matérias tedenciosas,
Por que não falam os valores que serão gastos nas passarelas??? Ou vão noticiar tambem que foi o Bernal que aprovou os valores??
 
Nilson Filho em 08/01/2013 21:46:08
Que retrocesso isso é não fazer as coisas nas coxas!!
 
sandra lima em 08/01/2013 21:22:37
Votei no Bernal mas já comecei a me arrepender. VOLTA NELSINHOOOO !!!
 
Marcos Figueiredo em 08/01/2013 20:33:18
'' REABRIR O LIXÃO SERIA DE UMA FALTA DE INTELIGÊNCIA MUITO GRANDE, AFINAL É MUITO MAIS FACIL RECOLOCAR ESSE PESSOAL NO MERCADO DE TRABALHO DO QUE RECUPERAR O MEIO ANBIENTE'' OU NOSSO NOVO PREFEITO VAI RETROCEDER TUDO QUE JA EVOLUIMOS.
 
RICARDO REIS em 08/01/2013 20:20:06
ta de brincadeira reabrir o lixão, emprego tem mas ninguém quer cumprir horário trabalhar todos os dias e nem registrar carteira para não perder os bolsas da vida e ainda invadem terrenos tem gente la que tem casas em outros bairros e estão ali, O BERNAL VAMOS TRABALHAR A CIDADE TA UM CAOS É PARA ISSO QUE VOCÊ FOI ELEITO NÃO FICAR DESFILANDO COM UM MONTE DE PUXA SACOS ATRAS DE VOCÊ IGUAL HOJE NO LIXÃO.
 
claudinei braz em 08/01/2013 19:37:52
Fechar o lixão e fácil, quero ver alguém fazer alguma coisa pelo povo que vivia, melhor sobrevivia dos restos de alimentos e materiais recicláveis; primeiro teria que fazer um cadastro de todos os trabalhadores dependente do lixão, e aos poucos transferir este pessoal para a usina de reciclagem ou outra atividade que garantisse sua sobrevivência.
 
orivelto M. Dutka em 08/01/2013 17:00:11
Não adianta mais criticar. Tem que mostrar serviço. Continuar as obras da gestão anterior não é diminuir-se, mas é zelar pelo bem público.
 
Ricardo Farias em 08/01/2013 16:33:28
Sr. Prefeito, acabou a campanha eleitoral, esta na hora de começar a agir, ou seja trabalhar, chega de reclamar!!!! em vez de colocar a culpa no ex-prefeito, faça a sua parte ou o Sr. não tem competencia pra isso?????
 
Rondinelio Correa em 08/01/2013 16:20:43
Esse tal de Bernal não sei das quantas esta é querendo complicar e acusar a excelente administração do Dr Nelson Trad Filho, para com isso coloque esses teus secretários para trabalharem e que eles procurem uma solução para os problemas, para com picuinhas Bernal Governe por Campo Grande e não para a vossa pessoa.
 
Paulo Lopes em 08/01/2013 15:42:36
Isso é apenas o começo da sequência de lambanças que virão por aí. O campograndense vai se arrepender amargamente do voto de protesto. É nisso que dá...
 
Paulo Alphonsus Soteriello em 08/01/2013 14:17:39
Um absurdo! É impressionante como o povo ai tem uma visao curta! Pq ele nao organiza a coleta de forma que todos separem o lixo, com isso facilita o trabalho da separacao dos diferentes tipos de materiais e com isso pode ser oferecido empregos "diginos" a esses coitados que viviam do lixao. A solucao é simples... a vontade de mudar a situacao, nao... Olha o exemplo da Singapura, a algumas decadas era lixo por todos os lados... hoje em dia é exemplo para o resto do mundo. O que falta para a classe politica ai do Brasil é amar o Brasil e se orgulhar de ser Brasileiro.
 
Antonio da Cruz em 08/01/2013 14:10:43
Isso se chama retocesso ... outra coisa, esse Bernal só reclama! Aff
 
Carlos Magno em 08/01/2013 13:50:36
Oooo Prefeito Alcides Bernal, o que que é issooo??? Reabrir o lixão?? Você em vez de resolver o problema quer tapar o Sol com a penera???
 
Roberta Leal em 08/01/2013 13:40:29
´´ Prefeito começa sua administração pensando em fazer Campo Grande andar pra trás, um problema que demorou anos para começar a ser resolvido e agora Bernal quer reabrir o lixão quero só ver qual sera a proxima palhaçada...
 
nathalia motta em 08/01/2013 11:57:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions