A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/01/2014 18:26

Alegando que vetos foram “técnicos”, Bernal evita polemizar com vereadores

Josemil Arruda e Kleber Clajus

Sabendo das dificuldades que enfrentará a partir do dia 3 de fevereiro na Câmara de Campo Grande, por ter vetado emendas que previam 73 obras propostas pelos vereadores, o prefeito Alcides Bernal (PP) evitou hoje polemizar com os parlamentares, afirmando que os vetos foram feito por “questões de ordem técnica”.

Ontem, vereadores da oposição e da situação demonstrando grande insatisfação com os vetos, apontando que teria havido “rompimento de acordo” por parte do prefeito, já que todas as emendas acopladas ao Orçamento do Município para 2014 teriam sido discutidas com o Executivo e aprovadas por consenso.

Além de evitar polemizar com os vereadores, Bernal tentou mais uma vez dissuadir os mais críticos, afirmando que vai executar as emendas propostas pelos vereadores. “Vamos implementar todas as propostas apresentadas. O veto tem apenas e tão somente caráter técnico, de tal modo que os bairros que estavam mencionados naquelas emendas serão contemplados com as obras ali mencionadas”, assegurou.

Indagados sobre o que seria a “questão de ordem técnica”, Bernal explicou da seguinte maneira: “Havia emendas em duplicidade cujo recurso federal já era previsto. Também teve duplicidade na previsão orçamentária e em outras não havia previsão adequada”.

No mesmo tom harmonioso, o prefeito garantiu que não quis criar insatisfações na Câmara e muito menos nos bairros. “Vetos não são para criar animosidades para quem quer que seja, muito menos privar bairros de melhorias. Vamos executar essas obras”, garantiu esta tarde, após a posse da nova secretária da Mulher, Jacqueline Romero.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions