A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/08/2016 10:58

Bancada por Fundo Partidário, campanha arrecada R$ 329 mil

Aline dos Santos

Com 58% financiados pelo Fundo Partidário, a campanha dos candidatos a prefeito de Campo Grande arrecadou R$ 329.619 em duas semanas. O fundo equivale a R$ 192 mil da receita divulgada no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que registra as candidaturas.

No topo, aparece a candidatura de Rose Modesto (PSDB), com arrecadação de R$ 232.219,33. Do total, R$ 189.050 foram repassados pelo diretório estadual do PSDB. A candidata informa despesas de 76.600 nas prestação de contas.

Athayde Nery (PPS), que recebeu R$ 3.500 do fundo partidário, totaliza receita de R$ 21.900. Do montante, R$ 8.400 aparecem como doação do próprio candidato. Ele relacionou gastos de R$ 51.838,83. Candidato à reeleição, Alcides Bernal (PP) manteve a receita de R$ 17 mil, sem divulgação de gastos.

Carlos Alberto David dos Santos (PSC) informa arrecadação de R$ 47.500. Do total, 73% (R$ 35 mil) veio de cheque do próprio candidato. Ele relacionou despesas de R$ 41.030. 

Marquinhos Trad (PSD) recebeu doação de R$ 10 mil e relaciona gastos de R$ 67.568,63. Adalton Garcia (PRTB) doou R$ 1 mil para a sua campanha e não divulgou custos. Candidato do PMB, Pedro Pedrossian Filho aparece com zero de doações, mas despesa de R$ 5 mil.

Já oito candidatos seguem, oficialmente, com campanha sem doações e custos: Marcos Alex (PT), José Flávio Arce (PCO), Aroldo Figueiró (PTN), Elizeu Amarilha (PSDC), Lauro Davi (Pros), Marcelo Bluma (PV), Rosana Santos (Psol) e Suél Ferranti (PSTU).

Com a proibição de doação por empresas, inovação deste processo eleitoral, a campanha é financiada por dois grupos de recursos. O primeiro é o Fundo Partidário, cujos recursos estão consignados no orçamento da União. Já a modalidade outros recursos compreendem valores provenientes de doações de pessoas físicas, inclusive o próprio candidato; doação do partido político e de outros candidatos.

O Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, denominado Fundo Partidário, é constituído por dotações orçamentárias da União, multas, penalidades, doações e outros recursos financeiros que lhes forem atribuídos por lei. Em Campo Grande, o limite de gasto de campanha no primeiro turno é de R$ 6,6 milhões. Valor bem acima do montante de gastos informado até a manhã desta segunda-feira(dia 19): R$ 242 mil.

Veja lista atualizada de candidatos a prefeito de Campo GrandeVeja lista atualizada de candidatos a prefeito de Campo Grande
Paz, amor e "perseguidos" nesse início de campanha
Na paz – A candidata do PSDB, Rose Modesto, afirma que não vai aceitar provocações ou fazer baixarias em sua campanha, com ataques aos adversários. “...
Em dia de festa, candidatos 'se viram' para fazer campanha
Arruma para foto – Quase no fim do desfile, antes das fotos oficiais, o prefeito Alcides Bernal (PP) tirou um pente do bolso, arrumou o cabelo e guar...
Candidatos usam "inserções" para divulgar as prioridades da campanha
Com tempo reduzido nos programas eleitorais, os candidatos a prefeito da Capital estão aproveitando as inserções, que são as mensagens ao longo da pr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions