A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/12/2013 09:14

Bernal cobra aumento de 5% para 30% na suplementação no orçamento

Kleber Clajus
Mesmo querendo ampliar base, Bernal continua pressionando Câmara aprovar projetos encaminhados com falhas (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)111Mesmo querendo ampliar base, Bernal continua pressionando Câmara aprovar projetos encaminhados com falhas (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)111

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), voltou, nesta segunda-feira (2), a criticar os vereadores pela redução do teto de suplementação de 30% para 5%, afirmando que isso “causa transtorno e prejuízo” à cidade, além de cobrar celeridade na aprovação do Orçamento para 2014 e do PPA (Plano Plurianual). As declarações foram realizadas no Programa Refazenda, da FM Cidade 97,9, momento em que o prefeito também prometeu, para esta semana, o anúncio da ampliação da base de sustentação na Câmara Municipal.

Com orçamento de R$ 2,790 bilhões para este ano, Bernal se mostrou incomodado com o fato do teto de suplementação ter sido reduzido de 30% para 5% e, com isso, ficar sujeito à aprovação de projetos na Câmara. Para ele, tal atitude foi tomada por “vereadores da legislatura passada incomodados com o resultado eleitoral que não lhes foi favorável”.

“Que este ano os vereadores votem a suplementação orçamentária em 30%, além dos projetos que encaminhamos seja rapidamente votados, porque do contrário isso pode gerar prejuízo a nossa cidade”, destacou Bernal no rádio, ao fazer referência a LDO e ao PPA que passam por correção, após erros técnicos cometidos pelo Executivo.

O prefeito ainda prometeu que nesta semana pretende “apresentar os vereadores que estarão trabalhando em favor de Campo Grande”, ao compor sua base de sustentação na Câmara Municipal.

Contraponto – Para o líder da oposição na Câmara, Airton Saraiva (DEM), Bernal está equivocado porque “não teve nenhum prejuízo em relação à suplementação, uma vez que todas as propostas encaminhadas foram corrigidas e aprovadas”.

De acordo com Saraiva, o prefeito também não deveria estar preocupado com o teto de suplementação, uma vez que possui orçamento previsto para o próximo ano de R$ 2,9 bilhões.

“É um direito pedir percentuais, mas a prerrogativa de conceder é da Câmara. Ele também não pode dizer que atrapalhamos a administração, quando corrigimos erros nos projetos e o aprovamos”, ressalta o democrata.

O líder da oposição também lembra que, no caso de ampliação da base, o acordo precisa ser feito pelos partidos.

“Ninguém vai para base sem negociação partidária e espaço para o partido trabalhar. Agora o que o Bernal está buscando mesmo é recuperar o que já perdeu com o PRB, PSDB e o próprio PP, com Waldecy Chocolate”, pontua Saraiva.



Eu li numa matéria aqui mesmo no campograndenews. que os vereadores votarão pela redução do teto de suplementação de 30% para 5%, por que o Bernal não foi a camará municipal pedir a suplementação. e agora que ele esta se ajoelhando para a camará municipal qual vai ser a resposta para não aumentar a suplementação para 30%..... responda se puder?????????????????????? NOBRES VEREADORES......................
 
Domingos Martins em 02/12/2013 22:08:00
Mas esse polha ainda está pensando nas eleições passadas???
Ele está retendo verba federal que já deveria estar sendo aplicada e fica resmungando querendo mais..
 
Sergio Arantes em 02/12/2013 13:48:55
Quando um partido fica muito anos no poder, fica-se achando que são donos da prefeitura ou estado. Aí quando um partido novo governa, não é aceito. Mas os políticos tem que avaliar que foram eleitos para atender a população e não a um partido ou governador e ou prefeito.
 
Placida Barros em 02/12/2013 12:48:31
infelizmente o prefeito sofre de "MANIA DE PERSEGUIÇÃO CONVENIENTE", e nos que não votamos nele mas amamos nossa cidade temos que conviver com estes absurdos, triste.
 
maria lucia elias barbosa da fonseca em 02/12/2013 12:40:36
Correto João Batista sempre foi assim mesmo. Cargo politico não é profissão e partido não é empresa. Então senhores vereadores corram atrás de suas popularidades e pare de perseguição com o prefeito porque vocês estão correndo risco de ficar desempregados na próxima eleição.
 
Ito Malta em 02/12/2013 11:15:58
Mesmo em diversos meios de perseguição, com apenas 5% de suplementação, o prefeito tem conseguido trabalhar. É uma pena que alguns vereadores de classe inferior ao que a população merece terem feito isso no final do ano passado, sendo que sempre foi 30% e votaram apenas 5% para o novo prefeito que não era do saco de laranjas podres!
 
Luis Noronha em 02/12/2013 11:04:35
pode ser até 100/100 o que vale todo estes recursos se não sabe como usá-los.
 
aureliano sousa em 02/12/2013 10:53:42
O certo é ser de 30/100 mesmo. Pq na gestão passada era de 30/100.
Chega de perseguiçao e deixa o prefeito ter meios de trabalhar.
 
joao batista em 02/12/2013 10:36:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions