A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/09/2013 18:12

Bernal diz que tem apoio de 10 vereadores, suficiente para evitar cassação

Zemil Rocha e Bruno Chaves
Bernal chegou a falar em 15, mas admite que só tem apoio de 10 vereadores (Foto: Marcos Ermínio)Bernal chegou a falar em 15, mas admite que só tem apoio de 10 vereadores (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou nesta segunda-feira, pela primeira vez, os nomes dos vereadores que integram sua base na Câmara de Campo Grande. Durante entrevista coletiva, Bernal revelou que 10 vereadores integram a bancada governista, número suficiente para impedir a cassação de seu mandato. Para haver cassação são necessário dois terços dos 29 vereadores, o que significa no mínimo 20 votos favoráveis.

Tendo apoio de 10, os outros 19 votos seriam insuficientes para o “impeachment”. Há controvérsias, contudo, sobre os nomes apontados por Bernal, já que alguns têm declarados que não integram a base, como Rose Modesto (PSDB) e Valdecy Chocolate (PP).

Bernal afirmou que tem apoio na Câmara dos “dois vereadores do PP (Cazuza e Chocolate), os três do PT (Marcos Alex, Zeca do PT e Ayrton Araujo), Luiza Ribeiro (PPS), Gilmar da Cruz (PRB), os dois do PSDB (Rose Modesto e João Rocha) e Edson Schimabukuru (PTB)”.

Há duas semanas, o prefeito Alcides Bernal chegou a dizer que tinha 15 vereadores em sua base de sustentação política. Hoje ele admitiu que só tem o apoio de 10 membros da Câmara, revelando, porém, que continuando buscando ampliação. “Estou conversando com outros vereadores para aumentar a base e para resolver a situação de conflito entre a Câmara e o Executivo”, declarou.

Sobre oposição, o prefeito da Capital afirmou que é valida. “Sou a favor que exista, mas acredito numa oposição construtiva. Na minha opinião, isso ajuda a administração da cidade”, afirmou o progressista.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions