A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

12/02/2017 17:39

Câmara retoma sessões dia 15 com meta de resgatar prestígio da casa

Sessão solene na próxima quarta-feira, marca o retorno das atividades plenárias no Legislativo municipal

Richelieu de Carlo
Vereadores durante audiência pública com funcionários da Omep e Seleta. (Foto: Assessoria/CMCG)Vereadores durante audiência pública com funcionários da Omep e Seleta. (Foto: Assessoria/CMCG)

Sessão solene a ser realizada na próxima quarta-feira (15), marca o retorno das atividades plenárias na Câmara Municipal de Campo Grande. Em uma nova legislatura que se inicia, vereadores elencam como principal desafio resgatar o “prestígio” da casa diante do olhar da população.

Para o vereador Eduardo Romero (Rede), 2º vice-presidente da Câmara, as formas de voltar a ter uma boa imagem perante a sociedade é continuar realizando o trabalho de “legislar” e fiscalizar as ações do prefeito, além de dar mais voz e proporcionar uma maior participação da sociedade.

“A Câmara pretende resgatar o prestígio trabalhando e fiscalizando as ações do Executivo e, principalmente, tentar envolver a sociedade nas discussões e tomada de decisões. A casa legislativa é, sem sombra de dúvidas, a casa mais importante para a sociedade e para a democracia, porque é ela que tem os eleitos diretamente para a tomada de decisões”, ressaltou Romero.

De acordo com Epaminondas Neto, o Papy (SD), também integrante da mesa diretora, segue na mesma linha, de que a prioridade neste momento é resgatar o crédito da casa de leis e que só terão êxito através do trabalho.

“A prioridade agora é resgatar o prestígio da Câmara diante do olhar da sociedade. Só conseguiremos isso trabalhando de forma séria e coletivamente, sem vaidade ou individualidade. Sem briga e atendendo os interesses da população”, defende Papy.

Ambos os vereadores concordam que as brigas e desentendimentos entre Legislativo e Executivo, nos últimos anos, causaram desgaste na imagem dos poderes. E que a expectativa é de mais harmonia nas próximas temporadas.

“O enfraquecimento do legislativo é prejudicial frente à população, temos que defender quem a gente representa. É muito importante, pois fiscalizamos o prefeito. Todos estamos priorizando a questão coletiva desta vez. Em trabalhar com o Executivo e com a sociedade”, diz Papy.

Vereadores após reeleição de João Rocha para a presidência da Câmara. (Foto: Assessoria/CMCG)Vereadores após reeleição de João Rocha para a presidência da Câmara. (Foto: Assessoria/CMCG)

Classe desgastada – Líder do prefeito Marquinhos Trad (PSD) na Câmara, seu correligionário vereador Chiquinho Telles defende que a imagem ruim afeta toda a classe política brasileira. “Não foi só a Câmara, toda a classe política no país teve um desgaste muito grande”.

De acordo com ele, através da união entre os parlamentares conseguirão reverter essa situação. “A prioridade agora é unir forças e recuperar a nossa cidade, é ver Campo Grande recuperada. Fazer um pacto entre Executivo e Legislativo, ponto primordial para mostrarmos a que viemos”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions